PUBLICIDADE
Topo

Freixo pedirá afastamento de Mendonça por se recusar a mandar dossiê ao STF

Retrato do deputado Marcelo Freixo. - Ricardo Borges/UOL
Retrato do deputado Marcelo Freixo. Imagem: Ricardo Borges/UOL
Chico Alves

Chico Alves é jornalista, por duas vezes ganhou o Prêmio Embratel de Jornalismo e foi menção honrosa no Prêmio Vladimir Herzog. Foi editor-assistente na revista ISTOÉ e editor-chefe do jornal O DIA. É co-autor do livro 'Paraíso Armado', sobre a crise na Segurança Pública no Rio, em parceria com Aziz Filho.

Colunista do UOL

06/08/2020 19h59

O deputado federal Marcelo Freixo (PSOL-RJ) disse que vai pedir o afastamento do ministro André Mendonça do cargo por ele ter-se recusado a enviar ao Supremo Tribunal Federal o dossiê produzido contra policiais antifascistas. "É crime de responsabilidade", diz Freixo. "É fundamental que ele esclareça o que está nesse relatório".

A determinação de encaminhar ao STF o dossiê de inteligência sobre 579 policiais antifascistas e quatro professores universitários foi feita pela ministra Cármem Lúcia. Hoje, o ministro Mendonça informou que não enviará o documento, alegando que é preciso preservar o sigilo das informações.

A existência do dossiê foi revelada pelo jornalista Rubens Valente, do UOL.

"A gente espera que o governo investigue os fascistas, não os antifascistas. A não ser que esteja se reconhecendo como fascista, e aí seria réu confesso", afirma Freixo.

Para ele, é fundamental saber os nomes que estão no dossiê e que tipo de investigação ilegal foi feita. "O ministro tem que prestar esclarecimento. Estamos avaliando o melhor caminho para pedir o afastamento", explica. O deputado pretende encaminhar a questão ao STF, mas vai falar com outros parlamentares para decidir.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL.