PUBLICIDADE
Topo

Chico Alves

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

'Bolsonaro, quero que você vá à merda', diz organizador da motociata de SP

Chico Alves

Chico Alves é jornalista, por duas vezes ganhou o Prêmio Embratel de Jornalismo e foi menção honrosa no Prêmio Vladimir Herzog. Foi editor-assistente na revista ISTOÉ e editor-chefe do jornal O DIA. É co-autor do livro 'Paraíso Armado', sobre a crise na Segurança Pública no Rio, em parceria com Aziz Filho.

Colunista do UOL

10/09/2021 14h01

Organizador da motociata realizada em São Paulo, há dois meses, em apoio a Jair Bolsonaro (sem partido), Jackson Vilar usou as redes sociais para mostrar sua revolta contra o recuo do presidente em suas críticas ao ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal. Ele gravou ontem um vídeo em que aparece reclamando aos berros: "Eu vou queimar minha camisa do Bolsonaro, você não merece respeito!".

Vilar começa dizendo que em São Paulo "nós temos o calça apertada e em Brasília temos o calça frouxa". Chamou Bolsonaro de "traidor da pátria".

Elogiou a coragem do agitador Zé Trovão e até sugeriu que ele seria um bom nome para a Presidência da República. Gritou que muitas pessoas se arriscaram e que os caminhoneiros se mobilizaram em vão.

"Onde já se viu mandar recuar? Eu fui processado várias vezes defendendo o Bolsonaro, mas agora eu te digo: eu não acredito mais", disse. "Bolsonaro, a partir de hoje eu quero que você vá à merda!".

Vilar é um personagem polêmico, que se identifica como pastor e chamou atenção ao convocar a motociata bolsonarista "Acelera pra Cristo" porque prometeu sortear uma motocicleta entre os participantes.

Na semana passada, Vilar tinha ameaçado usar a violência contra indígenas que estão em Brasília protestando contra o Marco Temporal.