PUBLICIDADE
Topo

O perrengue do casal #Eduloísa

Heloísa e Eduardo Bolsonaro  - Reprodução/Instagram
Heloísa e Eduardo Bolsonaro Imagem: Reprodução/Instagram
Maurício Ricardo

Maurício Ricardo é jornalista, cartunista e empresário no segmento da Educação. Formado em História, é um dos produtores pioneiros de conteúdo multimídia para a Internet brasileira. É criador do premiado site de animações Charges.com.br, lançado em fevereiro de 2000. Em 2019 migrou suas análises políticas, no formato vlog, para o canal de YouTube "Fala, M.R.". Lá, compartilha suas visões sobre política, cotidiano, música e tecnologia, que ganham também versões em texto nesta coluna.

28/11/2019 19h39

Vendo Heloísa Bolsonaro dizer que "passa perrengue" com o salário de deputado do marido (cerca de R$ 33 mil, mais os polpudos penduricalhos), só posso levantar as mãos pros céus e agradecer pelo estilo espartano da minha família.

Na boa, tem que se fazer muito esforço pra queimar uma grana dessas todo mês.

Se as inúmeras viagens do deputado Federal mais internacional do Brasil saíssem do bolso do casal, até entenderia o rombo no orçamento doméstico. Realmente, haja grana. Ainda mais com o dólar a R$ 4,20.

Mas não. É o povo quem paga mesmo. Só em um bate-volta aos EUA, em setembro passado, o Itamaraty gastou R$ 11 mil em diárias. Na agenda oficial, um único compromisso: visita relâmpago ao presidente Donald Trump, como parte do esforço frustrado de propaganda para emplacar Dudu como embaixador.

Como Eduardo, segundo o pai, é amigo da família Trump, Donald dispensou os salameleques diplomáticos reservados aos menos íntimos: fez logo a foto-troféu apertando a mão do candidato e liberou o 03 depois de meia hora de encontro.

Rapidinha

Passadinha rápida pra dizer oi. Aquela coisa entre amigos, sem frescura. O dia a dia eles devem discutir pelo WhatsApp, como o resto de nós. E assim sobrou até um tempinho pra comitiva passear de barco e curtir um almoço de R$ 4,2 mil.

Todo mundo que é ou já foi casado sabe como a falta de dinheiro pode atrapalhar a harmonia de um lar, mas se você é fã do casal e shippa #Eduloísa, fique tranquilo: segundo o TSE, em dados da eleição de 2018, o patrimônio de Eduardo foi o que mais cresceu entre os dos bolsonaros. No período de quatro anos, incríveis 432%. Eduardo declarou R$ 205 mil em 2014 e R$ 1,395 milhão em 2018.

Ou seja, ele sabe ganhar dinheiro. Só precisa continuar usando seu talento nessa nova fase da vida, que exige ajustes.