PUBLICIDADE
Topo

Mauricio Stycer

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Folha: Por que o espectador está tão encantado com a novela 'Pantanal'?

 Filó (Dira Paes), José Leôncio (Marcos Palmeira) e Irma (Camila Morgado) em "Pantanal" - Globo/João Miguel Júnior
Filó (Dira Paes), José Leôncio (Marcos Palmeira) e Irma (Camila Morgado) em "Pantanal" Imagem: Globo/João Miguel Júnior
Conteúdo exclusivo para assinantes
Mauricio Stycer

Jornalista, nascido no Rio de Janeiro em 1961, mora em São Paulo há 29 anos. É repórter especial e crítico do UOL. Assina, aos domingos, uma coluna sobre televisão na "Folha de S.Paulo". Começou a carreira no "Jornal do Brasil", em 1986, passou pelo "Estadão", ficou dez anos na "Folha" (onde foi editor, repórter especial e correspondente internacional), participou das equipes que criaram o "Lance!" e a "Época", foi redator-chefe da "CartaCapital", diretor editorial da Glamurama Editora e repórter especial do iG. É autor dos livros "Adeus, Controle Remoto" (editora Arquipélago, 2016), "História do Lance! ? Projeto e Prática do Jornalismo Esportivo? (Alameda, 2009) e "O Dia em que Me Tornei Botafoguense" (Panda Books, 2011). Contato: mauriciostycer@uol.com.br

Colunista do UOL

05/06/2022 07h01

A gente estava precisando de "Pantanal" e não sabia. No ar há dois meses, a novela da Globo já é um fenômeno incontestável de audiência e, como ocorre com os melhores folhetins, está se tornando o assunto do dia nas conversas jogadas fora nas redes sociais e nas esquinas.
(...)
A novela fala de um universo longínquo, uma fazenda de criação de gado no Mato Grosso do Sul, bem distante da realidade do morador dos grandes centros urbanos. Isso permite que o autor apresente de forma poética, sem causar susto ou incômodo ao espectador, personagens como o Velho do Rio, que vira uma sucuri para proteger o local.
(...)
"Pantanal" também tem alcançado uma recepção consagradora, creio, por evitar se aprofundar em temas políticos, que apenas sobrevoam a novela. José Leôncio é um empresário humanista, comprometido com boas causas, que buscam evitar a completa devastação do Pantanal. Expôs a sua visão de negócios em poucas ocasiões, evitando maiores polêmicas. Parece um eleitor de Marina Silva, da Rede, e não, como seria mais plausível, de Bolsonaro.

Íntegra aqui