PUBLICIDADE
Topo

Tales Faria

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Bolsonaro, quem diria, tem que torcer para o Moro não desistir

Tales Faria

Tales Faria largou o curso de física para se formar em jornalismo pela UFRJ em 1983. Foi vice-presidente, publisher, editor, colunista e repórter de alguns dos mais importantes veículos de comunicação do país. Desde 1991 cobre os bastidores do poder em Brasília. É coautor do livro vencedor do Prêmio Jabuti 1993 na categoria Reportagem, ?Todos os Sócios do Presidente?, sobre o processo de impeachment de Fernando Collor de Mello. Participou, na Folha de S.Paulo, da equipe que em 1986 revelou o Buraco de Serra do Cachimbo, planejado pela ditadura militar para testes nucleares.

Chefe da Sucursal de Brasília do UOL

27/01/2022 21h03

A perdurar o cenário dessa última pesquisa Ipespe, quem diria, Bolsonáro tem que torcer para o Sergio Moro não desistir da candidatura.

Na primeira opção de candidaturas apresentada pela pesquisa, os resultados estão estáticos em relação ao último levantamento do Ipespe: Lula 44%, Bolsonaro, 24%, Ciro e Moro empatados em terceiro e por aí vai.

Mas com Moro fora da disputa - que é o segundo cenário pesquisado - Bolsonaro ganha apenas dois pontos percentuais e os demais eleitores potenciais de Moro se dividem entre todos quase igualmente, com uma peculiaridade, cresce o número de pessoas que não votariam em ninguém.

Aí Lula passa a ter mais votos do que a soma de todos os candidatos. Ou seja, pode ganhar no primeiro turno, embora ainda não esteja garantido, pela margem de erro da pesquisa.

Ou seja, o Bolsonaro tem que torcer para o Moro não sair e, talvez, para também não minguar muito. Porque, se o ex-juiz minguar, ele pode preferir disputar outro cargo, como senador por São Paulo ou Paraná, para conquistar imunidade parlamentar.

Afinal, desde que virou candidato, Moro também virou vidraça. E não é impossível que os inimigos que conquistou na Operação Lava Jato, tentem processá-lo.