Topo

UOL Confere

Uma iniciativa do UOL para checagem e esclarecimento de fatos


Vídeo com suposto apoio de Silvio Santos a Bolsonaro é falso

Arte/UOL
Imagem: Arte/UOL

Do UOL, em São Paulo

23/08/2018 12h08

O vídeo do Programa Silvio Santos (SBT) com um suposto apoio do apresentador de TV ao candidato Jair Bolsonaro que está sendo compartilhado pelas redes sociais é falso. Ele foi alterado digitalmente e publicado por um canal que também faz sátiras. Uma pessoa da plateia realmente citou o nome do presidenciável em um quadro do programa. A edição do vídeo, no entanto, corta a pergunta feita pelo apresentador e altera as dicas apresentadas no quadro “Jogo das 3 Pistas”.

O primeiro registro do vídeo nas redes sociais é de outubro de 2017. Ele voltou a circular em grupos de WhatsApp e teve viralização em algumas páginas de Facebook neste mês. A montagem faz parecer que Silvio Santos, apresentador e dono do SBT, está usando seu programa para favorecer o candidato, o que não ocorreu.

O perfil oficial do SBT no YouTube publicou a íntegra do Programa Silvio Santos que foi ao ar em 15 de outubro do ano passado. Naquela edição, o “Jogo das 3 Pistas” foi disputado por Patrícia e Rebeca Abravanel, filhas do apresentador. No jogo, Silvio dá três pistas para que elas descubram quem é o personagem. Se elas erram, é a vez da plateia tentar adivinhar -- quem acerta ganha um valor em dinheiro.

No programa original, as três dicas eram: “Foi do exército”, “Mudou o regime” e “15 de novembro”. A primeira pessoa da plateia que tentou adivinhar, uma mulher chamada Gabrielly, começa a responder dizendo que não tem certeza, mas palpita "Jair Messias Bolsonaro", e já emenda um comentário dizendo que errou a resposta. Silvio Santos questiona se ela “estava lá para fazer propaganda ou se era do comitê do deputado federal”. A segunda pessoa acerta a resposta: “Marechal Deodoro da Fonseca”, responsável pela proclamação da República.

As primeiras montagens desse conteúdo começaram a circular logo após o programa ir ao ar. As páginas oficiais de Jair Bolsonaro no Facebook e Twitter compartilharam uma versão editada do programa, em que aparece a menção feita a ele, no dia 16 de outubro. Desde o dia 17 começaram a aparecer no YouTube as primeiras montagens com a edição das dicas que apareciam na tela. Nesse caso, as pistas foram alteradas para: “Próximo presidente”, “Vai salvar o Brasil” e “Não é corrupto”.

Agora, em agosto, o conteúdo voltou a viralizar. Pelo menos desde o dia 20, o vídeo está circulando por grupos de WhatsApp. No Facebook, a reprodução do conteúdo começou antes, no dia 17. O post da página "Jair Bolsonaro 2018, a última Esperança da Nação" teve quase 4.000 compartilhamentos e 91.000 visualizações em seis dias. Duas das páginas de Facebook que compartilharam esse conteúdo, "Bolsonaro - Eu apoio" e "General Mourão, eu apoio", publicaram o vídeo apenas um minuto após a primeira publicação.

A montagem já foi verificada pelos sites Teleguiado e e-farsas.

O vídeo enganoso foi verificado agora pelo próprio SBT e outros veículos integrantes do projeto Comprova: “Gazeta do Povo”, UOL, “Jornal do Commercio”, “Nexo”, “Poder360” e “Gazeta Online”.

O Comprova é um projeto integrado por 24 veículos de imprensa brasileiros que descobre, investiga e explica rumores, conteúdo forjado e táticas de manipulação associados a políticas públicas. Envie sua pergunta ou denúncia de boato pelo WhatsApp 11 97795 0022.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{user.alternativeText}}
Avaliar:

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

UOL Confere