Topo

UOL Confere

Uma iniciativa do UOL para checagem e esclarecimento de fatos


PT não acionou Justiça para impedir Bolsonaro de combater seca no Nordeste

Renato Costa/FramePhoto/FOLHAPRESS
Imagem: Renato Costa/FramePhoto/FOLHAPRESS

Anita Grande Martins

Colaboração para o UOL

2019-02-11T04:02:00

11/02/2019 04h02

Um texto que surgiu no Twitter e se espalhou por redes sociais afirma que o Partido dos Trabalhadores (PT) havia entrado com uma liminar na Justiça pedindo a anulação do projeto de dessalinização que o presidente Jair Bolsonaro (PSL) quer implantar para combater a seca no Nordeste. O texto inicial continha a seguinte frase, que teria sido dita pela presidenta do PT, Gleisi Hoffmann:

A seca no Nordeste é cultural, quase um patrimônio, e não deve ser destruída.

Em outras publicações, uma fala similar foi atribuída a um advogado do partido. Umas das primeiras divulgações aconteceu em um perfil (hoje suspenso pelo Twitter) chamado "Mônica Bengamo" (@monicaberganho), que fazia referência ao nome da colunista da Folha de S.Paulo Mônica Bergamo e dizia publicar notícias inventadas como forma de sátira.

Falso: PT não tentou barrar combate à seca

O Partido dos Trabalhadores negou que tenha entrado com liminar para impedir o projeto de dessalinização que Bolsonaro quer implantar na região Nordeste com tecnologia importada de Israel. "Isso é mentira, totalmente fake, não caiam nessa! Nunca falei isso isso pra Mônica Bergamo ou para qualquer outra pessoa", afirmou Gleisi, em suas redes sociais.

A jornalista Mônica Bergamo postou em sua conta oficial no Twitter: "ALERTA: Páginas c. minha foto, nome e marca quase idêntica à da Folha têm sido criadas, retiradas do ar pelo Twitter e recriadas de novo. Tentam usar a credibilidade de nosso trabalho jornalístico p enganar as pessoas. Dizem ser paródia qdo na verdade disseminam infos falsas".

Leia também:

O UOL Confere é uma iniciativa do UOL para combater e esclarecer as notícias falsas na internet. Se você desconfia de uma notícia ou mensagem que recebeu, envie para uolconfere@uol.com.br.

Mais UOL Confere