Topo

UOL Confere

Uma iniciativa do UOL para checagem e esclarecimento de fatos


Bolsonaro sabia que manifestante morreu ao usar foto em post, diz família

Arte UOL sobre reprodução/Twitter
Imagem: Arte UOL sobre reprodução/Twitter

Lucas Borges Teixeira

Colaboração para o UOL, em São Paulo

2019-05-29T04:01:00

29/05/2019 04h01

Uma postagem do presidente Jair Bolsonaro (PSL) na tarde do último domingo (26), durante as manifestações que ocorreram pelo país, causou polêmica na internet.

Entre as fotos divulgadas das manifestações, o presidente postou em suas contas no Facebook, Twitter e Instagram a imagem de uma senhora com a bandeira do Brasil nas costas e outra no andador, em meio a outros manifestantes com roupas semelhantes.

Poucas horas depois, usuários das redes sociais circularam a informação de que a senhora na foto havia morrido em novembro de 2018.

Diferentes grupos começaram a debater se o presidente havia se equivocado e postado uma foto errada ou se era uma homenagem a ela.

Bolsonaro homenageou eleitora com consentimento da família

O UOL apurou que o presidente não se equivocou ao postar a foto. A senhora que aparece na imagem, Maria Nina Rattes, de fato faleceu no fim do ano passado, mas, segundo sua família, Bolsonaro tinha conhecimento do ocorrido e fez uma homenagem.

Ao UOL, o advogado Leonardo Rattes, neto de Maria Nina, explicou que sua família, também moradora da Barra da Tijuca, no Rio, tem um "certo contato" com a família Bolsonaro e que a equipe do presidente pediu autorização para usar a foto.

"Teve consentimento", afirma Rattes. "Nossa família está muito envaidecida [com a homenagem]." Segundo ele, Maria Nina era eleitora de Jair Bolsonaro, já havia participado de diversas manifestações em apoio e também estaria "muito feliz" com a postagem.

O neto contou ainda que seu pai, José Eduardo Madruga, foi professor de direito do senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ), filho mais velho do presidente, na Universidade Cândido Mendes, na qual os dois foram contemporâneos.

O UOL também procurou o Palácio do Planalto, mas não teve resposta até o fechamento da matéria.

O UOL Confere é uma iniciativa do UOL para combater e esclarecer as notícias falsas na internet. Se você desconfia de uma notícia ou mensagem que recebeu, envie para uolconfere@uol.com.br.

Mais UOL Confere