Topo

UOL Confere

Uma iniciativa do UOL para checagem e esclarecimento de fatos


Dias Toffoli não recebeu R$ 89 milhões da Globo para arquivar processos

Arte/UOL
Imagem: Arte/UOL

Lucas Borges Teixeira

Colaboração para o UOL, em São Paulo

15/06/2019 04h00

Uma mensagem que circula pelas redes sociais e aplicativos de mensagem acusa a Rede Globo de pagar R$ 89 milhões ao ministro Dias Toffoli, presidente do STF (Supremo Tribunal Federal), para arquivar um processo sobre superfaturamento de estádios.

"Atual presidente do STF recebeu do Grupo Globo 89 milhões para arquivar superfaturamentos de concessões com empreiteiras e contratos de caixa 2 da CBF [Confederação Brasileira de Futebol], de 22 estádios reformados da Copa", diz a mensagem.

O texto continua: "Um exemplo foi o estádio do Maracanã, que a obra ficou por conta da empreiteira Odebrecht, que sairia [por] 20 milhões, porém foi superfaturado em 110 milhões, desviando assim recursos para partidos, políticos e empreiteiros. Toffoli como ministro relator na época arquivou o processo que imcriminaria [sic] as Organizações Globo."

FALSO: Globo não pagou R$ 89 milhões a Toffoli

Não há evidência alguma de que este pagamento tenha existido. À reportagem, a assessoria de comunicação da presidência do STF classificou a corrente como "fake news". Segundo a equipe, esta é uma montagem antiga e já foi base de uma análise de notícias falsas do CNJ (Conselho Nacional de Justiça).

Na publicação, chamada "Anatomia das fake news", o CNJ aponta algumas falhas da corrente: não tem fonte, usa datas erradas e valores "absurdos", segundo o conselho, além de conter erros de ortografia e uma série de adjetivos.

Ao UOL, a Rede Globo também acusou que esta é uma corrente antiga e negou as informações. "Essas notícias não apenas falsas, mas completamente inverossímeis, sobre as quais já tomamos as providências judiciais cabíveis", declarou a empresa, por meio de assessoria.

A reportagem também não encontrou qualquer evidência ou denúncia pública de que tenha havido qualquer pagamento da rede de televisão a Toffoli ou qualquer ministro do STF.

O UOL Confere é uma iniciativa do UOL para combater e esclarecer as notícias falsas na internet. Se você desconfia de uma notícia ou mensagem que recebeu, envie para uolconfere@uol.com.br.

UOL Confere