PUBLICIDADE
Topo

UOL Confere

Uma iniciativa do UOL para checagem e esclarecimento de fatos


Posts distorcem enquete para atacar pesquisas de intenção de voto para 2022

Post distorce resultado de enquete para atacar pesquisas de intenção de voto - Reprodução/ Facebook
Post distorce resultado de enquete para atacar pesquisas de intenção de voto Imagem: Reprodução/ Facebook

Letícia Mutchnik

Do UOL, em São Paulo

06/12/2021 19h11

Posts publicados desde a semana passada no Facebook tratam de forma distorcida uma enquete com resultado favorável ao presidente Jair Bolsonaro (PL) para atacar a credibilidade de pesquisas de intenção de voto para as eleições de 2022 que mostraram vantagem do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

A participação em enquetes é espontânea, sem definição de uma amostra de entrevistados que reflita a composição do eleitorado. Desta forma, em uma enquete, um grupo pode ter uma representação exagerada em relação à proporção que ele de fato tem na sociedade.

As pesquisas de intenção de voto, por sua vez, usam métodos estatísticos para selecionar um grupo de pessoas proporcional à população brasileira, de forma que a opinião dos diferentes segmentos da sociedade esteja representada nos resultados. Na época de campanha, as pesquisas precisam cumprir uma série de requisitos determinados pela Justiça Eleitoral, que incluem a divulgação de:

  • Metodologia
  • Período de realização
  • Nome do estatístico responsável
  • Onde foi realizado o levantamento
  • Gastos realizados
  • Questionário aplicado
  • Registro no site do TSE

O link da enquete compartilhada inclusive alerta que este tipo de levantamento não é igual a uma pesquisa. Apesar do aviso, o link circulava em grupos de apoio a Bolsonaro acompanhado de um texto que busca tirar a credibilidade de empresas de pesquisa ("Se você não acredita no IBOPE e DATAFOLHA, entre e vote").

O post que obteve mais interações com este texto, feito na sexta (3) em um grupo pró-Bolsonaro, tinha sido compartilhado quase mil vezes até a tarde de hoje (6) e recebido mais de 2 mil comentários.

Pesquisas mostram vantagem de Lula

Na última pesquisa Datafolha, em setembro, Lula estava à frente de Bolsonaro. O mesmo ocorreu na mais recente pesquisa do Ipec, criado por ex-integrantes do Ibope Inteligência, feita também em setembro. Pesquisas mais recentes feitas por outras empresas, como Atlas Político, PoderData, Futura Inteligência, Paraná Pesquisas e Ideia, também mostraram vantagem de Lula sobre Bolsonaro.

Já na enquete divulgada no Facebook, Bolsonaro aparecia na frente, seguido por Sergio Moro (Podemos) e Lula. Por meio da ferramenta de monitoramento Crowdtangle, foi possível ver que o link da enquete foi publicado pelo menos 125 vezes em grupos públicos de apoio a Bolsonaro desde o começo do mês. O link também foi postado em grupos pró-Moro ou pró-Lula, mas as publicações nesse grupos, somadas, não passavam de 40 até o fim da tarde de hoje.

O UOL Confere é uma iniciativa do UOL para combater e esclarecer as notícias falsas na internet. Se você desconfia de uma notícia ou mensagem que recebeu, envie para uolconfere@uol.com.br.