PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Apesar de protestos e bloqueios em SP, rodízio de veículos está mantido, diz CET

Do UOL, em São Paulo

11/07/2013 12h08

Apesar dos diversos pontos de protestos registrados nesta quinta-feira (11) na cidade de São Paulo, a CET (Companhia de Engenharia de Tráfego) divulgou comunicado no final da manhã reforçando que o rodízio municipal de veículos está mantido. Hoje, estão impedidos de circular carros com placas finais 7 e 8.

No rodízio, os veículos não podem circular nas ruas e avenidas internas ao chamado minianel viário entre as 7 e as 10 horas e as 17 e as 20 horas.

Conheça as centrais que organizam as manifestações

CentralNº de sindicatosNº de filiadosPresidente/ coordenadorPartido ligadoQuanto receberam do imposto sindical*
CUT (Central Única dos Trabalhadores)2.1692,7 milhõesVagner Freitas, ligado aos bancários de SPPTR$ 45,7 milhões
Força Sindical1.6801,05 milhãoPaulinho da Força, ligado aos metalúrgicos de SPPDTR$ 41,8 milhões
UGT (União Geral dos Trabalhadores)1.044848,9 milRicardo Patah, ligado aos comerciário de SPPSD e PPSR$ 26,6 milhões
NCST (Nova Central Sindical de Trabalhadores)1.039611 milJosé Calixto Ramos, ligado aos metalúrgicos do RecifePMDBR$ 18,6 milhlões
CTB (Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil)624695 milWagner Gomes, ligado aos metroviários de SPPC do BR$ 9 milhões
CSB (Central dos Sindicatos Brasileiros)363242,3 milAntonio Neto, ligado aos trabalhadores de processamento de dados de SPPMDB----------
CGTB (Central Geral dos Trabalhadores do Brasil)281226 milUbiraci Dantas Oliveira, foi ligado aos metalúrgicos de SPPPL----------
CSP/Conlutas85177,5 milJosé Maria de Almeida, ligado aos metalúrgicos de Betim (MG)PSTU e PSOL----------
  • *Em 2012. As centrais reconhecidas pelo governo recebem imposto sindical
  • Fonte: "Folha de S.Paulo"

Protestos na cidade de São Paulo

Na cidade de São Paulo, a CET registrava às 12h ao menos 14 protestos pela cidade de São Paulo, a maioria deles com interdições parciais ou sem bloqueio do trânsito.

Os protestos estão em áreas como Ponte do Piqueri, Ponte do Socorro e Praça Alfredo Issa. A Ponte Estaiada chegou a ser ocupada, mas foi liberada por volta das 11h.

A CET também registra manifestantes nas avenidas Paulista –onde será a grande concentração das centrais sindicais, a partir do meio-dia --, Juscelino Kubitsheck, Bandeirantes, Prestes Maia, Dr Francisco Mesquita, Jacu-Pêssego, Antônio Estevão de Carvalho, Mercúrio, Guarapiranga, José Bonifácio Nogueira, Radial Leste, Octaviano Alves de Lima, Interlagos e Arno, além das ruas do Gasômetro, Prates, José Paulino e Casper Líbero. No cruzamento da Celso Garcia com a Rangel Pestana, ônibus pararam as atividades por volta das 10h30, e o trânsito na região ficou complicado, segundo a CET.

Os manifestantes que estavam na avenida Prestes Maia seguiram em direção à região da Rua 25 de Março e já se encaminham à Praça da Sé. Ao todo, são cerca de 600 sindicalistas nesse ato, e o destino final é a avenida Paulista, onde devem chegar por volta do meio-dia.

Ainda conforme a CET, cerca de 5.000 pessoas participam de manifestação na avenida Lucas Nogueira Garcez, sentido ao Paço Municipal de São Bernardo do Campo. Cerca mil motoboys passam pela avenida Vereador José Diniz em direção à avenida Paulista, de acordo com a Polícia Militar. Há manifestantes ainda ocupando três faixas da Ponte Atílio Fontana.

Conforme a PM, também o cruzamento da rua Bernadino de Campos com a rua Estela, na região do Paraíso (zona sul), está  completamente bloqueado por manifestantes.
 

Cotidiano