PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Protestos bloqueiam rodovias em pelo menos 18 Estados

Do UOL, em São Paulo

11/07/2013 10h21Atualizada em 11/07/2013 21h17

Os protestos que mobilizam centrais sindicais e dezenas de movimentos sociais por todo o país afetaram pelo menos 46 rodovias em 18 Estados nesta quinta-feira (11): Alagoas, Bahia, Ceará, Espírito Santo, Goiás, Mato Grosso, Minas Gerais, Pará, Paraíba, Paraná, Pernambuco, Piauí, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, São Paulo e Sergipe.

As informações são de relatório nacional divulgado pela Polícia Rodoviária Federal, de concessionárias responsáveis por rodovias e da Polícia Militar de diversos Estados.

Pauta de reivindicações das centrais sindicais

Redução da jornada de trabalho de 44 para 40 horas;

Fim do fator previdenciário;

10% do PIB (Produto Interno Bruto) para educação;

Investimentos em saúde conforme disposto na Constituição;

Fim dos leilões do petróleo;

Redução de tarifas e melhorias no transporte público;

Rejeição do Projeto de Lei 4330, que amplia as terceirizações;

Realização da reforma agrária

A jornada de protestos, chamada Dia Nacional de Lutas, foi decidida em meio à onda de manifestações que se espalharam pelo país no mês de junho.

Uma liminar da Justiça Federal de São Paulo proibiu o bloqueio de tráfego nas rodovias federais de São Paulo pela Força Sindical e União Geral dos Trabalhadores (UGT). O pedido foi ajuizado pela Advocacia-Geral da União (AGU). Em caso de descumprimento, está prevista multa de R$ 100 mil por hora, informa a AGU, em nota.

Confira a situação dos bloqueios nos Estados

São Paulo

Manifestantes chegaram a ocupar ao menos 15 rodovias de acesso à capital paulista -- entre elas Anhanguera, Fernão Dias e Mogi-Bertioga.

Veja os principais pontos que foram bloqueados em São Paulo

Alagoas

Teve bloqueio nas seguintes rodovias federais, já liberadas, de acordo com relatório das 15h da PRF: BR-423, no km 107, em Delmiro Gouveia (AL), BR-101, no km 37, em Joaquim Gomes, no km 51, em Flexeiras, no km 14, em Novo Lino, no km 75, em Messias, e no km 244, em Porto Real do Colégio; BR-104 no km 58, em Murici, no km 91, em Rio Largo; BR-316 no km 241, em Atalaia.


Também foram registrados bloqueios em trechos da AL-220, em Olho D’Água do Casado, Girau do Ponciano e Jaramataia; e na AL-115 e AL-465. Às 18h, segundo a Polícia Rodoviária Estadual, o trânsito em todas as vias já estavam liberados. 

 

Bahia

As manifestações no Estado provocaram bloqueios na BR-101, no km 831, em Itamaraju, e no km 940, em Teixeira de Freitas e no trecho do município de Eunápolis; na BA-099, no km 11; na BR 324, em Amélia Rodrigues, na BA-535, em trecho conhecido como Via Parafuso, próximo a uma fábrica de pneus; na BR 324, km 618, no município de Águas Claras; e na estrada Cia-Aeroporto.  Mas, segundo o relatório das 17h da Polícia Rodovia Federal, já não havia mais nenhum bloqueio nas vias que cortam a Bahia. 

A rodovia BA-093, na altura do município de Simões Filho, também chegou a ser interditada, que, segundo a Polícia Rodoviária Estadual, por volta das 17h, já não havia mais nenhuma via estadual bloqueada. 

Goiás

Interdição na BR-153, no trevo de Itapaci, na região norte do Estado; e na BR-020, no km 103, em Vila Boa. As vias foram liberadas por volta das 11h30.

Mato Grosso

No Estado do centro-oeste, três estradas federais foram bloqueadas: a BR-364, no km 328, na Serra de São Vicente; a BR-070, no km 732, em Cáceres; e a BR-163, no km 738. Todas as vias já estavam liberadas por volta das 17h. 

Paraíba

Bloqueio na BR-230, no km 504, na cidade de Cajazeiras por um protesto de estudantes. As manifestações também chegaram a interditar  a BR 101, km 127, em Caaporã, que foi liberada por volta das 16h. 

Sergipe

Houve bloqueios na BR-101, em diversos pontos, todos já liberados, de acordo com relatório da PRF das 15h: em Japaratuba, Itaporanga D´Ajuda, Carmópolis, Cristinápolis, Japoatã e Malhada dos Bois. Até as 11h30 havia bloqueio também na Linha Verde, que liga o Sergipe à Bahia, na altura de Indiaroba (a 100 km de Aracaju).

Piauí

As duas manifestações, que bloqueavam a BR-343 em Teresina, no km 324, e em Altos, no km 313, não interrompem mais as vias desde pelo menos as 15h.

Santa Catarina

Pelo menos três trechos da BR-101 foram interditados por manifestantes: km 317, em Laguna; km 117, em Itajaí; e km 272, em Imbituba. 

Rio Grande do Sul

Ás 17h, um dos Estados onde mais houve protestos, ainda haviam interdições nas seguintes rodovias federais: na BR-392 com dois bloqueios na cidade de Rio Grande: no km 2,4, e no 8,9; na BR-293, no km 109, em Pinheiro Machado, e no km 108, em Rio Grande; e na BR-158, no km 160, em Panambi.

Durante o dia, chegaram a ser interditadas também o km 15 da BR-293, em Capão do Leão; a BR-116, no km 465, em São Lourenço do Sul, no km 252, em Sapucaia do Sul, e no km 262, em Canoas (pela manhã as interdições ocorreram também nos quilômetros 144, 146 e 151, todos em Caxias do Sul); na BR-468, no km 80, em São Martinho; na BR-153, nos quilômetros 44 e 49, ambos em Erechim; na BR-386, no km 164, em Carazinho, e no km 345, em Lajeado; e na BR-285 no km 676, em São Borja.

Em Sapucaia do Sul (região metropolitana de Porto Alegre), um metalúrgico ficou gravemente ferido depois de ter sido atropelado durante manifestação no início da manhã.

A BR-290, no km 98, em Porto Alegre, teve uma praça de pedágio invadida por manifestantes do Movimento dos Sem-Terra, na cidade de Eldorado do Sul. Oito cancelas do pólo foram levantadas para que os condutores não pagassem tarifa. Cerca de 80 pessoas, segundo a polícia, participaram da ação.

Pernambuco

A interdição na BR 423, no km 168, em Águas Belas, acabou por volta das 16h. Os populares também desocuparam, por volta das 17h, a BR-116, no km 44, em Salgueiro; a BR-428, em Belém do São Francisco e em Santa Maria da Boa Vista; e a BR-104, no km 41, em Caruaru, e no km 95, em Agrestina.

Ceará

Houve pelo menos uma interdição, já encerrada: na BR-222, no km 221, em Sobral.

Rio Grande do Norte

Teve uma interdição em rodovia federal, na BR-101, no km 94, em Natal; a estrada já foi liberada por volta das 13h45, segundo a Polícia Rodoviária Federal. 

Pará

No Estado do norte do país, cerca de 300 manifestantes chegaram a interditar a BR-316, no km 67, em Castanhal, das 12h30 às 14h50. No ato, os participantes pediam por melhoras da infraestrutura na região. 

Espírito Santo

BR-262, no km 120, em Conceição do Castelo, foi interditada por manifestantes durante a tarde, mas já havia sido liberada por volta das 17h, segundo o relatório da Polícia Rodoviária Federal. Pela manhã a interdição ocorreu em outro ponto da mesma rodovia, porém no km 0,5, em Cariacica.

Paraná

Populares chegaram a interditar tanto o km 626 como o km 568 da BR-376, em Curitiba e a BR-277, no km 68, em Curitiba. Mas, por volta das 17h, o trânsito já estava liberado. 

Rio de Janeiro

No Rio houve bloqueio na BR-493, no km 123, em Itaguaí; a estrada já foi liberada.

Minas Gerais

Teve manifestação no km 370 da BR-116, na cidade de Frei Inocêncio. A rodovia foi liberada por volta das 9h50. Manifestantes chegaram a queimar pneus para interditar a rodovia Fernão Dias, no sentido São Paulo, no km 513, próximo à cidade de Igarapé, que foi liberada por volta das 20h.

Por volta das 21h, um grupo de manifestantes fecharam a BR-381, nas proximidades da cidade de Caeté, na região metropolitana de Belo Horizonte.

Conheça as centrais que organizam as manifestações

CentralNº de sindicatosNº de filiadosPresidente/ coordenadorPartido ligadoQuanto receberam do imposto sindical*
CUT (Central Única dos Trabalhadores)2.1692,7 milhõesVagner Freitas, ligado aos bancários de SPPTR$ 45,7 milhões
Força Sindical1.6801,05 milhãoPaulinho da Força, ligado aos metalúrgicos de SPPDTR$ 41,8 milhões
UGT (União Geral dos Trabalhadores)1.044848,9 milRicardo Patah, ligado aos comerciário de SPPSD e PPSR$ 26,6 milhões
NCST (Nova Central Sindical de Trabalhadores)1.039611 milJosé Calixto Ramos, ligado aos metalúrgicos do RecifePMDBR$ 18,6 milhlões
CTB (Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil)624695 milWagner Gomes, ligado aos metroviários de SPPC do BR$ 9 milhões
CSB (Central dos Sindicatos Brasileiros)363242,3 milAntonio Neto, ligado aos trabalhadores de processamento de dados de SPPMDB----------
CGTB (Central Geral dos Trabalhadores do Brasil)281226 milUbiraci Dantas Oliveira, foi ligado aos metalúrgicos de SPPPL----------
CSP/Conlutas85177,5 milJosé Maria de Almeida, ligado aos metalúrgicos de Betim (MG)PSTU e PSOL----------
  • *Em 2012. As centrais reconhecidas pelo governo recebem imposto sindical
  • Fonte: "Folha de S.Paulo"

Cotidiano