PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Manifestantes impedem tropas de desfilar e suspendem evento em Maceió

Aliny Gama

Do UOL, em Maceió

07/09/2013 12h43

Um protesto realizado por movimentos sem-terra, sindicatos e estudantes acabou com o desfile de Sete de Setembro em Maceió, Alagoas, na manhã deste sábado (7).

Segundo a PM (Polícia Militar), cerca de 300 pessoas se infiltraram na concentração do evento e conseguiram entrar na Avenida da Paz, localizada na Praia da Avenida, no Bairro de Jaraguá, onde ocorriam as festividades alusivas ao Dia da Independência.

Os manifestantes fizeram uma barreira humana e bloquearam a passagem do restante das tropas da polícia, que estavam se organizando para desfilar para o público.

O bloqueio ocorreu no momento em que o Batalhão de Polícia Ambiental, do IMA (Instituto do Meio Ambiente), se preparava para desfilar. Alunos da escola da PM e escoteiros também não desfilaram.

O Bope (Batalhão de Operações Policiais Especiais) foi acionado para conter o protesto, mas os manifestantes conseguiram avançar e entrar no meio do desfile.

Apesar do tumulto, a polícia ainda tentou negociar com os manifestantes e chamou o presidente da CUT (Central Única dos Trabalhadores) em Maceió, Izaac Jackson, mas o protesto continuou e a organização do desfile suspendeu as apresentações restantes.

O desfile terminou uma hora antes do previsto e a organização estimou que cerca de mil pessoas deixaram de se apresentar neste sábado. 

Em Fortaleza

A polícia do Ceará prendeu 13 pessoas durante o desfile de Sete de Setembro em Fortaleza, neste sábado, por estarem com máscaras e estilingues. Os detidos estavam em dois grupos no Dragão Mar, local marcado para um protesto, e em frente ao Clube Náutico. Pessoas que estavam de roupa preta foram revistadas.

Cotidiano