Topo

Com agosto mais quente em 10 anos, consumo de água cresce em SP

Por consumirem mais água, consumidores são multados pela Sabesp - Reinaldo Canato/UOL - 19.mai.2014
Por consumirem mais água, consumidores são multados pela Sabesp Imagem: Reinaldo Canato/UOL - 19.mai.2014

Do UOL, em São Paulo

11/09/2015 10h35Atualizada em 11/09/2015 13h59

O consumo de água aumentou na Grande São Paulo no mês de agosto, que foi o mais quente dos últimos dez anos. Segundo balanço divulgado nesta sexta-feira (11) pela Sabesp (Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo), o percentual de clientes que usou mais água que a média anterior à crise hídrica subiu de 17% em julho para 20% no mês passado.

Por consumirem mais água, esses consumidores foram multados em 40% sobre o valor da tarifa --para quem excedeu até 20% a média do consumo-- ou 100% sobre o valor da conta --para quem ultrapassou 20% da média.

Essa média de consumo considerada pela Sabesp é a do período de fevereiro de 2013 a janeiro de 2014, antes do começo da crise de falta de água na região.

Entre julho e agosto, caiu a quantidade de pessoas que vinham conseguindo economizar água em mais de 20% da média. O percentual dessa parcela da população passou de 63% para 58%. Quem diminui o consumo em mais de 20% tem direito a redução no valor da conta de água em 30%.

No mesmo período, o número de consumidores que diminuiu o uso de água entre 15% e 20% da média se manteve estável em 5%. Essas pessoas ganham 20% de desconto na tarifa.

Já os percentuais de clientes que economizaram entre 15% e 10% de água e menos de 10% tiveram leve alta, passando de 5% para 6% e de 10% para 11%, respectivamente. O primeiro grupo recebe desconto de 10% no valor da conta; o segundo não tem direito a nenhum bônus.

Economia de água

De acordo com a Sabesp, a economia de água em agosto foi de 6,3 metros cúbicos. Com essa quantidade, é possível abastecer quase dois milhões de pessoas. "Essa economia de 6,3 m³/s é fundamental para a manutenção do abastecimento de água na região metropolitana, que desde o início da crise hídrica teve a sua produção de água reduzida em 27%", afirmou a empresa em nota.

O programa de desconto na conta de água foi implantado em 1º de fevereiro de 2014 para os moradores atendidos pelo sistema Cantareira. Nos meses seguintes, foi ampliado para os municípios abastecidos pela Sabesp na Grande São Paulo. Já a multa começou a ser aplicada no começo deste ano.

 

Mais Cotidiano