Celular pega fogo enquanto carregava e deixa jovem ferida em SP

Fabiana Marchezi

Colaboração para o UOL*

  • Arquivo Pessoal

    Mulher dormia quando celular, que carregava em cima de colchão, pegou fogo em SP

    Mulher dormia quando celular, que carregava em cima de colchão, pegou fogo em SP

Uma estudante de 21 anos sofreu queimadura em dois dedos da mão direita depois que seu aparelho celular pegou fogo enquanto estava carregando. O caso aconteceu no último sábado (9), em Votuporanga (a 537 quilômetros de São Paulo).

Arquivo Pessoal
Estudante sofreu queimaduras após celular pegar fogo enquanto carregava

Ao UOL, Débora Aparecida Martins dos Santos conta que chegou do trabalho por volta das 15h30 e, como de costume, colocou seu celular modelo Samsung Galaxy A5 para carregar sobre a cama, com a tela virada para baixo. Em seguida, ela apagou a luz e deitou para descansar um pouco. Cerca de meia hora depois, acordou com barulho de algo fritando.

"Quando eu acordei e ouvi esse barulho, peguei o celular para iluminar o quarto. Foi tocar na tela que meus dedos queimaram. Levantei, acendi a luz e vi que o quarto estava cheio de fumaça. O celular estava pegando fogo e queimando o colchão. O aparelho ficou destruído e o colchão com um buraco", contou.

O padrasto dela decidiu tirar o celular da tomada e da cama. "Foi um susto", desabafou. Ela também disse que não sabe o que pode ter causado o incidente, já que a bateria do celular era original e ele estava apenas sobre a cama, não tinha nada que pudesse abafá-lo.

"Por sorte eu estava com o rosto virado para o outro lado. Caso contrário, poderia ter queimado até meu rosto e meu cabelo porque estava na altura da minha cabeça. Ainda bem que queimou os dedos de leve. Nem cheguei a ir ao hospital, mas ardeu muito e incomoda bastante", disse.

A estudante procurou a Samsung e, conforme solicitação da fabricante, vai enviar o aparelho para avaliação. "Eles falaram que vão avaliar o aparelho e me perguntaram se eu gostaria de receber um novo ou o dinheiro de volta. Eu disse que gostaria do dinheiro, não quero outro aparelho desse. Ia fazer dois anos que o comprei em outubro. Era novo ainda e paguei R$ 1.400", disse.

Em nota, a Samsung lamentou o incidente e informou que não poupará esforços para averiguar suas causas o mais rápido possível. "Tão logo tenhamos acesso ao smartphone averiguaremos a causa do ocorrido, o que será feito sem poupar esforços dentro do menor período de tempo", diz o comunicado.

* Atualizada às 21h

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos