Topo

Bombeiros confirmam 84 mortos e 276 desaparecidos; 51 são identificados

Mirthyani Bezerra

Do UOL, em São Paulo

2019-01-30T15:18:20

30/01/2019 15h18

Balanço divulgado pela Defesa Civil e pelo Corpo de Bombeiros de Minas Gerais no começo da tarde desta quarta-feira (30) manteve em 84 o número de mortes confirmadas em Brumadinho (MG), onde uma barragem de rejeitos de minério da Vale se rompeu na sexta-feira (25). O número de vítimas identificadas, no entanto, aumentou, passando de 42 para 51. Ao todo, 276 pessoas ainda permanecem desaparecidas.

Por causa do avançado estado de decomposição dos corpos, a partir de agora, o IML (Instituto Médico-Legal) passará a realizar exames da arcada dentária e de DNA para fazer a identificação das vítimas.

A Polícia Civil de Minas pediu que famílias dos desaparecidos, ao serem contatadas pelo IML, compareçam para a coleta de material genético. Também foi pedido a elas que tragam radiografias, principalmente odontológicas, de vítimas para os peritos analisem.

O tenente Pedro Aihara, porta-voz do Corpo de Bombeiros, afirmou que todos os corpos que estavam na superfície da lama já foram recuperados e que o trabalho, agora, requer a realização de escavações, e pera isso é preciso que seja feito um trabalho de preparação e suporte das estruturas.

Aihara contou ainda que os equipamentos disponibilizados pelo Exército israelense foram muito importantes na primeira fase dos trabalhos da equipe de resgate, mas que agora, entrando em outra fase, alguns deles não precisaram ser mais utilizados. Mesmo assim, as tropas continuam a atuar na região, auxiliando os bombeiros. 

"Eles continuam. A previsão é que eles permanecessem até a sexta-feira", afirmou.

Os bombeiros também estão recebendo reforços de aeronaves, homens e cães vindos de São Paulo, Goiás, Santa Catarina e Espírito Santo. 

Mais Cotidiano