Topo

Grande SP amanhece alagada após temporal

Do UOL, em São Paulo

11/03/2019 10h10Atualizada em 11/03/2019 19h51

A tempestade que atingiu a Grande São Paulo na noite de ontem e madrugada de hoje deixou mortos e feridos e causou estragos em diversas regiões. O CGE (Centro de Gerenciamento de Emergências Climáticas) colocou toda a cidade de São Paulo em estado de atenção às 21h15 de domingo, afirmando que as imagens do radar meteorológico mostravam chuva forte nos municípios do ABC paulista, além dos bairros Vila Prudente, Sapopemba e São Mateus que fazem limite com essa região. A cidade só deixou o estado de atenção às 12h05 de segunda.

Devido à intensidade da chuva, córregos e rios transbordaram. A linha 10-turquesa, da CPTM, que atende à região do ABC paulista teve seu funcionamento paralisado às 22h20 da noite por causa dos alagamentos. Ainda não há previsão de normalização do serviço. Trens ficaram parados próximo à estação Mauá. 

Roberto Sungi/Futura Press/Estadão Conteúdo
Imagem: Roberto Sungi/Futura Press/Estadão Conteúdo

Os usuários não conseguiram sair de algumas das estações e foram obrigados a dormir no local. Muita gente se acomodou como pode na entrada da estação Tamanduateí, que conecta a linha 10-turqueza com a linha 2-verde do metrô --que funciona normalmente. 

Bruno Rocha/Fotoarena/Estadão Conteúdo
Imagem: Bruno Rocha/Fotoarena/Estadão Conteúdo

Nas primeiras horas da manhã, carros boiavam do lado de fora da estação Tamanduateí.

Bruno Rocha/Fotoarena/Estadão Conteúdo
Imagem: Bruno Rocha/Fotoarena/Estadão Conteúdo

Na plataforma, e sem alternativa para voltar para casa, passageiros esperavam que o nível da água baixasse e que os trens voltassem a circular.

Bruno Rocha/Fotoarena/Estadão Conteúdo
Imagem: Bruno Rocha/Fotoarena/Estadão Conteúdo

Reprodução/Twitter/@BSperate
Imagem: Reprodução/Twitter/@BSperate
Na mesma linha da CPTM, a estação Prefeito Celso Daniel (Santo André) amanheceu completamente alagada na sua área de lojas e lanchonetes, com bastante lixo. Ilhados, usuários aguardavam dentro da estação que o nível da água diminuísse. 

Ruas do centro de São Paulo também ficaram alagadas. No bairro do Cambuci, quem se dirigia ao trabalho teve que colocar os pés dentro da água suja. 

Ananda Migliano/O Fotográfico/Estadão Conteúdo
Imagem: Ananda Migliano/O Fotográfico/Estadão Conteúdo

Quatro pessoas foram atingidas pelos escombros de uma casa que desabou na Rua Caqui, número 10, no bairro Embu Mirim, em Embu das Artes. Três delas foram socorridas para hospitais da região.

Everaldo Silva/Futura Press/Estadão Conteúdo
Imagem: Everaldo Silva/Futura Press/Estadão Conteúdo

Trânsito e rodízio suspenso

Por causa do alagamento, a CET (Companhia de Engenharia de Tráfego) aconselhava, desde a madrugada, aos motoristas para evitarem a região da avenida do Estado e da marginal Tietê.

O rodízio de carros foi suspenso em toda a cidade, o trânsito da capital paulista ficou acima da média esperada para o início da manhã. Na imagem, motoristas esperam que o nível da água diminuía na avenida Professor Ignácio de Anhaia Melo, na zona leste de São Paulo. 

Bruno Rocha/Fotoarena/Estadão Conteúdo
Imagem: Bruno Rocha/Fotoarena/Estadão Conteúdo

A marginal Tietê estava em estado de alerta desde as 20h42 de ontem, mas a CGE retirou o status às 7h08 por causa da diminuição do volume de chuvas que cai sobre a cidade, o que, lentamente, faz com que a drenagem dê vazão ao excessivo volume de chuva registrado desde às 18h de ontem.

A marginal é o corredor mais congestionado da cidade, nos dois sentidos. O trecho mais crítico vai da rodovia Castelo Branco até Interlagos. Na imagem é possível ver o congestionamento entre as pontes do Limão e Júlio Mesquita Neto. 

Hélvio Romero/Estadão Conteúdo
Imagem: Hélvio Romero/Estadão Conteúdo

A marginal Pinheiros também ficou em estado de alerta para transbordamentos durante a madrugada por causa da elevação do nível do rio Pinheiros, mas o CGE (Centro de Gerenciamento de Emergências Climáticas) retirou o status às 5h. Na foto, a via é vista a partir da ponte Jaguaré, na zona oeste. 

Ronaldo Silva/Futura Press/Estadão Conteúdo
Imagem: Ronaldo Silva/Futura Press/Estadão Conteúdo

Veículos ficaram destruídos pela chuva na Avenida do Estado, na região central de São Paulo, uma das principais vias afetadas pela chuva, na manhã de hoje

Felipe Rau/Estadão Conteúdo
Imagem: Felipe Rau/Estadão Conteúdo

Motoristas e pedestres esperam o alagamento abaixar no bairro do Ipiranga

Marcelo Gonçalves/SigmaPress/Estadão Conteúdo
Imagem: Marcelo Gonçalves/SigmaPress/Estadão Conteúdo

Moradores do bairro do Ipiranga, na zona sul de São Paulo, estão sendo resgatados com ajuda do helicóptero águia da polícia militar

Marcelo Gonçalves/SigmaPress/Estadão Conteúdo
Imagem: Marcelo Gonçalves/SigmaPress/Estadão Conteúdo

Fusca é arrastado pela chuva para dentro de casa na grande SP

UOL Notícias

Chuva forte causa alagamentos na Grande São Paulo

UOL Notícias

Mais Cotidiano