Topo

Tenente-coronel do Exército mantém mulher e filhos reféns no Rio

Marcela Lemos

Colaboração para o UOL, no Rio

2019-05-15T08:14:08

2019-05-24T09:04:05

15/05/2019 08h14Atualizada em 24/05/2019 09h04

Um tenente-coronel do Exército mantém a mulher e os dois filhos gêmeos, de 11 anos, reféns no apartamento onde moram no bairro de Cascadura, na zona norte do Rio, desde a noite de ontem.

ATUALIZA: Tenente-coronel do Exército que mantinha mulher e filhos reféns se entrega

Segundo informações da Polícia Militar, a corporação foi acionada às 20h por vizinhos, após a mulher gritar por socorro. As negociações para liberação das vítimas já duram mais de 12 horas. Policiais militares do Bope (Batalhão de Operações Especiais) estão local.

Uma ambulância do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) e uma psicóloga também foram deslocadas para o local.

O prédio onde a família mora fica na rua Cerqueira Daltro e está cercado por policiais.

O homem foi identificado como André Luiz, tenente-coronel da ativa do Exército Brasileiro. "Alguém que demonstrou descontrole diante de um problema familiar", disse o porta-voz da PM, Mauro Fliess.

Arquivo pessoal
O tenente-coronel André Luiz, a mulher Luciana Arminda e os filhões gêmeos de 11 anos Imagem: Arquivo pessoal

A mulher foi identificada como Luciana Arminda, 45, e é professora da Escola Municipal França, em Quintino Bocaiuva, também na zona norte. Ela dá aula para crianças surdas. "Só posso dizer que ela é um amor de pessoa. Só casou com a pessoa errada", disse uma funcionária da escola que preferiu não ser identificada.

Fliess disse que a energia do apartamento foi cortada e que a situação está dentro do controle. As crianças estão acordadas.

"O Batalhão de Operações Especiais assumiu a ocorrência na noite de ontem. Todos os protocolos estão sendo seguidos para que [o caso] tenha desfecho favorável. É uma situação tensa, temos médicos e psicólogos, as equipes estão preparadas em plena negociação, mas não é uma situação fácil", disse o porta-voz da PM que está no local.

Jose Lucena/Futura Press/Estadão Conteúdo
Policiais cercam a região e tentam negociar a liberação dos reféns Imagem: Jose Lucena/Futura Press/Estadão Conteúdo

Errata: o texto foi atualizado
Diferentemente do informado, Luciana Arminda dá aula para crianças surdas. O texto foi corrigido.

Mais Cotidiano