Topo

Aluno de 15 anos é apreendido suspeito de esfaquear colega e alega bullying

Divulgação/Polícia Militar
20.mai.2019 - Caderno usado por estudante para esconder faca que usou para esfaquear colega de classe em Araçatuba (SP) Imagem: Divulgação/Polícia Militar

Simone Machado

Colaboração para o UOL, em São José do Rio Preto (SP)

2019-05-20T16:20:38

20/05/2019 16h20

Um adolescente de 15 anos foi esfaqueado por um colega da mesma idade enquanto os dois iam para a escola. O crime aconteceu na manhã de hoje em um terreno baldio, em Araçatuba, interior do estado de São Paulo, e o suspeito da agressão foi apreendido e alegou à polícia que estava cansado de ser alvo do bullying da vítima. Ambos são colegas na Escola Estadual Ezequiel Barbosa.

De acordo com a Polícia Civil, o crime foi premeditado. O autor sabia o caminho que o colega de escola costumava fazer diariamente e ficou esperando por ele. Um caderno com as páginas cortadas para caber a faca foi usado pelo autor para esconder o objeto.

Em depoimento à Polícia Civil, o adolescente agressor disse que o motivo teria sido uma discussão na semana passada, mas depois mudou e alegou que era alvo de bullying. "Inicialmente o agressor disse que discutiu com a vítima por causa de um jogo, mas depois acabou confessando que sofria bullying constantemente do outro adolescente. Que era chamado de "fraco" e estava cansado dessa situação", explica o delegado Getúlio Silvio Nardo, responsável pelo flagrante.

A vítima levou 11 facadas que atingiram as costas, o peito e o braço. Mesmo ferido, ele ligou para familiares que chamaram a polícia, que apreendeu o agressor próximo ao local da agressão. "O agressor o atacou pelas costas e, mesmo depois (da vítima ter caído), ele continuou dando facadas no peito da vítima", relata Nardo.

O jovem ferido foi encaminhado para a Santa Casa de Araçatuba, onde está internado. Segundo o hospital, o estado de saúde dele é estável, porém sem previsão de alta. O agressor teve escoriações pelo corpo, passou por atendimento médico e foi liberado em seguida.

O adolescente agressor foi apreendido e levado para a delegacia. Ele participou da audiência de custódia à tarde, mas a Vara da Infância e Juventude da cidade não informou se ele permanecerá apreendido, pois o caso corre em segredo de Justiça.

Em nota, a diretoria de Ensino de Araçatuba diz lamentar o ocorrido e que vai colaborar com as investigações.

Mais Cotidiano