Topo

Esvaziada, cai risco de represa de Gusttavo Lima se romper, diz polícia

Thiago Tassi

Colaboração para o UOL, em São Paulo

23/05/2019 21h11

Após autoridades determinarem que fosse retirada água da represa localizada na fazenda do cantor Gusttavo Lima, por ameaça de rompimento, uma nova vistoria realizada hoje constatou que a medida foi cumprida, e o perigo, afastado.

"Risco (de rompimento) praticamente zero. A polícia de Goiás não encontrou nenhum fato novo, por isso não vai na esfera criminal adotar algum procedimento", afirmou ao UOL o delegado Luziano Severino de Carvalho, da Delegacia Estadual de Repressão a Crimes Contra o Meio Ambiente (Dema).

Do último sábado até ontem, a barragem passou por processo de drenagem, e o nível da água caiu de cinco para menos de um metro.

Veja como era a represa cheia

UOL Notícias

Cantor comunicou Bombeiros do risco

O cantor fez estudos técnicos na área entre abril e maio deste ano e, avisado de "risco iminente de rompimento", comunicou os Bombeiros na semana passada.

A N&R Empreendimentos e Participações, empresa do cantor sertanejo, disse que "o risco de rompimento já foi eliminado" e que seguirão os "trabalhos de estudos técnicos e ambientais", sob observação da Secretaria Estadual de Meio Ambiente (Secima).

O agente policial disse ainda ter visitado duas casas nas imediações do terreno de Gusttavo Lima para informar que o risco de qualquer tragédia beirava zero.

A propriedade foi adquirida pelo cantor em setembro de 2017 e tem uma represa construída sem licença ambiental. A propriedade está situada entre os municípios de Caldazinha e Bela Vista de Goiás, próxima à rodovia GO-020.

Represa voltará a ser enchida no futuro?

O futuro da represa ainda é incerto. Sem a necessidade de esvaziamento total, ela está preenchida com o nível mínimo de segurança de água apenas para a manutenção dos peixes, de acordo com Carvalho.

Para o delegado, a melhor opção é construir uma nova barragem.

Apesar da sugestão, ele faz a ressalva que qualquer determinação do tipo compete à secretaria. A Secima, no entanto, não atendeu à reportagem para dar um panorama do caso.

"A sugestão é esquecer o projeto atual. Tem que recomeçar do zero. Construir uma nova represa, todo o talude está comprometido. Então tem que fazer tudo de novo", contou Carvalho ao UOL.

Cantor já foi autuado por falta de licença

Em 2018, Gusttavo Lima foi autuado pela falta de licenciamento da barragem, após vistoria em outubro do ano anterior.

A N&R Empreendimentos e Participações disse ter feito pedido de licença ambiental pela represa em dezembro de 2017, mas ainda não teve a solicitação analisada pelo órgão ambiental.

A empresa ainda afirma que todo o procedimento atual está sendo devidamente acompanhado pela Secima.

Mais Cotidiano