Topo

Hoje não chora família de inocente, diz Bolsonaro sobre sequestro de ônibus

Do UOL, em São Paulo

20/08/2019 11h19Atualizada em 20/08/2019 20h40

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) parabenizou a polícia do Rio de Janeiro pela ação durante o sequestro de um ônibus na ponte Rio-Niterói na manhã de hoje, que terminou com o sequestrador morto após disparos de um atirador de elite.

"Parabéns aos policiais do Rio de Janeiro pela ação bem-sucedida que pôs fim ao sequestro do ônibus na ponte Rio-Niterói nesta manhã. Criminoso neutralizado e nenhum refém ferido. Hoje não chora a família de um inocente", escreveu o presidente no Twitter.

Mais cedo, enquanto o sequestro ainda estava em andamento, Bolsonaro afirmou a jornalistas em frente ao Palácio do Alvorada que não poderia "ter pena" do sequestrador.

"No ônibus 174 não usaram sniper e o que aconteceu? Morreu a professora inocente", disse o presidente antes de o sequestro na ponte Rio-Niterói acabar. "Não tem que ter pena [do sequestrador]", completou Bolsonaro na ocasião. No caso de hoje, todos os 39 passageiros foram liberados.

A ação da polícia também foi comemorada pelo governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC), que foi até a ponte Rio-Niterói de helicóptero.

"Quero agradecer a Deus dessa solução que, infelizmente, não era a melhor. O ideal é que todos saíssem com vida, mas tivemos que tomar a decisão de salvar os reféns e rapidamente solucionar os problemas. O que assistimos foi um trabalho muito técnico da PM", disse Witzel em entrevista coletiva.

Não tem que ter pena', diz Bolsonaro antes de fim de sequestro de ônibus

UOL Notícias

Mais Cotidiano