PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Tempestade causa morte, alagamentos e desabamentos de imóveis em Manaus

Forte chuva causou o desabamento da estrutura de um posto de combustíveis na capital do Amazonas - Reprodução
Forte chuva causou o desabamento da estrutura de um posto de combustíveis na capital do Amazonas Imagem: Reprodução

Bruna Chagas

Colaboração para o UOL, em Manaus

28/09/2019 02h27

Uma chuva torrencial caiu de surpresa em Manaus, capital do Amazonas, por volta das 18h desta sexta-feira (27), causando a morte de um homem e inúmeros transtornos à população. De acordo com a Polícia Civil, Everaldo da Silva Lima, de 45 anos, morreu após ser arrastado pela correnteza formada pela forte chuva e posteriormente caído em uma rede de esgoto onde se afogou, na rua Berimbau Baiano, bairro Zumbi dos Palmares, zona Leste da capital. Segundo o Corpo de Bombeiros, outro homem, cujo nome ainda não divulgado, teria caído em um igarapé na área do Petrópolis, zona Sul. As buscas pela vítima continuarão ao longo da madrugada deste sábado (28).

Lima era conhecido por moradores da região e logo teve o corpo reconhecido ao boiar na rede de esgoto do bairro. De acordo com vizinhos, o homem foi arrastado durante o temporal que castigou a cidade desde as primeiras horas da noite. O corpo reapareceu com marcas de escoriações. O Corpo de Bombeiros acredita que a outra vítima que continua desaparecida também tenha sido arrastada pela correnteza.

Segundo a Defesa Civil do município, inúmeras casas foram alagadas, mas não foi divulgado um balanço dos imóveis atingidos. Também foram registrados dois desabamentos de muro, em um bairro na zona Centro-Sul e outro na zona Leste, além da queda parcial de um terceiro muro também na zona Leste. Em diversas regiões, como no Centro, na Zona sul e em Cidade Nova, na zona Norte, moradores se desesperaram com o prejuízo causado pelos alagamentos.

Outras ocorrências

A estrutura de um posto de combustíveis localizado no bairro Cidade Nova, zona Norte, desabou durante o temporal, mas não houve feridos. Um teto da faculdade Fametro, localizada na zona centro-sul, caiu sem atingir ninguém e o momento foi registrado em vídeo por alunos da instituição. Já na zona sul da capital, moradores registraram o momento em que uma viatura da Polícia Militar do Amazonas tentou trafegar na Rua Adalberto Vale, no bairro Betânia, e acabou ficando presa em meio ao alagamento.

Manauaras divulgaram ainda, em redes sociais, imagens de shopping centers e estacionamentos alagados, mostrando o transtorno causado aos clientes e funcionários que estavam nos estabelecimentos. O Shopping Ponta Negra, na zona Oeste, ficou com o estacionamento completamente alagado. Outro estabelecimento atingido pela forte chuva foi o Amazonas Shopping, na zona Centro-Sul.

Além disso, a Defesa Civil também informou que houve um rompimento de bueiro dentro do terreno de uma empresa, no Novo Aleixo, e o alagamento de três bairros, todos na zona Leste, além de um deslizamento de barranco no Riacho Doce 2, na mesma região. Ainda de acordo com a Defesa Civil, o índice pluviométrico em Manaus foi de 74,2 mm por volta das 22h30. Na zona Leste, região mais atingida pela chuva, o índice foi de 131 mm.

Cotidiano