Topo

Nuvem rolo toma conta do céu de Ourinhos (SP) e atrai moradores

Wagner Carvalho

Colaboração para o UOL, em Bauru (SP)

23/10/2019 10h24

Moradores de Ourinhos, a 370 km de São Paulo, pararam no final da tarde de segunda-feira (21) para assistir a um fenômeno raro passar pela cidade. Uma nuvem rolo foi fotografada e filmada pelos moradores.

Amante da meteorologia, o funcionário público Erick Jordan, 27, foi uma das pessoas que flagraram o acontecimento. Ele diz que a captação foi feita por uma câmera que está instalada no 13º andar de um prédio na cidade, de onde ele capta imagens de forma ininterruptas do céu da cidade.

"A câmera está sempre voltada para o lado oeste do estado, de onde geralmente se formam mais chuvas e temporais. Ontem (segunda-feira) eu estava em casa, quando de repente escureceu tudo, mas eu só consegui ver mesmo a nuvem passando pelo céu quando voltei as imagens gravadas pela câmera", afirma.

De acordo com o meteorologista André Mendonça de Deco, do Instituto de Pesquisas Meteorológicas da Unesp de Bauru (Ipmet), o fenômeno de uma nuvem rolo trata-se de uma nuvem baixa, a aproximadamente 100 a 500 metros de altura.

Nuvem rolo impressiona moradores em Ourinhos (SP) - Luciano Miguel Diniz/Arquivo pessoal
Nuvem rolo impressiona moradores em Ourinhos (SP)
Imagem: Luciano Miguel Diniz/Arquivo pessoal
"A formação desse tipo de nuvem acontece quando ventos de altitudes diferentes soprando em direção contrária se encontram, duas massas de ar de umidades diferentes", explica. Mendonça afirma que normalmente esse acontecimento meteorológico não está associados a chuvas, mas sim a um dia de instabilidade meteorológica.

"É rara sim, depende de uma sucessão de fatores, mas sempre existiu e pode ser flagrada em todo o território brasileiro. É que agora com o advento dos celulares que filmam e fotografam com facilidade ficou mais fácil registrar", completa.

O bancário Luciano Miguel Diniz, 27, também conseguiu registrar a nuvem rolo com o celular. Ele afirma que ao sair do trabalho e olhar em direção ao Paraná (a cidade faz divisa com o estado) notou o paredão branco se formando.

"Ela é muito rápida, eu fui para casa da minha mãe e quando me dei conta quase perdi o registro. Corri para uma passarela que tem aqui sobre a rodovia Raposo Tavares e com o celular mesmo, já que a câmera ficou no carro, fiz as fotos", conta.

André Mendonça explica que a nuvem se forma de acordo com as condições favoráveis no momento e se desfaz quando as combinações deixam de existir. "Só não precisa ter medo, não significa nenhum risco, nem mesmo de temporal", afirma.

A balconista Isabel Cristina Coelho, 19, conta que se assustou com a aproximação e proximidade da nuvem. "Imaginei que vinha uma baita tempestade, liguei para a minha mãe pra avisar que como estava de moto, iria me atrasar para ir a faculdade e busquei abrigo no estacionamento de um supermercado", conta.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{user.alternativeText}}
Avaliar:

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Cotidiano