PUBLICIDADE
Topo

Polícia apreende peles e bolsas de animais silvestres em selaria de SP

Polícia Ambiental fechou estabelecimento que vendia peles, couros e bolsas feitas de animais silvestres - Divulgação/Polícia Ambiental
Polícia Ambiental fechou estabelecimento que vendia peles, couros e bolsas feitas de animais silvestres Imagem: Divulgação/Polícia Ambiental

Do UOL, em São Paulo

16/01/2020 21h40

O proprietário de uma selaria foi detido pela Polícia Ambiental, na tarde de ontem, ao ser flagrado com peles, botas e bolsas feitas de animais silvestres. O caso ocorreu em Nova Granada, no interior de São Paulo.

De acordo com a polícia, foram apreendidas dez peles de sucuri, jacaré e veado catingueiro, além de cinco botas e bolsas, dentro do estabelecimento do proprietário.

A polícia também cumpriu outros três mandados de busca e apreensão em endereços relacionados ao homem, encontrando mais couros feitos de sucuri e jacaré . Um rifle calibre .22, com carregador e munição, também foi apreendido.

O homem foi detido e levado à delegacia, onde deve responder por crime ambiental.

Ouça o podcast Ficha Criminal com as histórias dos criminosos que marcaram época no Brasil.

Este e outros podcasts do UOL estão disponíveis no Spotify, Apple Podcasts, Google Podcasts e outras plataformas de áudio.

Cotidiano