PUBLICIDADE
Topo

Trabalhador da Cedae desmaia após inalar carvão no sistema Guandu, no RJ

Beatriz Sanz

Do UOL, em São Paulo

27/01/2020 17h02

Um vídeo gravado na última sexta-feira mostra um trabalhador da Cedae desmaiado enquanto trabalhava para purificar a água no no sistema Guandu, no Rio de Janeiro.

Segundo os outros trabalhadores que gravam o vídeo, o homem teria desmaiado após inalar o pó de carvão que está sendo utilizado pela Cedae.

A autenticidade do vídeo foi confirmada pelo Sindicato dos Trabalhadores em Saneamento e Meio Ambiente do Rio (Sintsama/RJ).

O registro mostra detentos do sistema penitenciário do Rio de Janeiro que estão cumprindo o sistema semiaberto e trabalhando na Cedae durante o dia.

A Fundação Santa Cabrini, que gerencia o trabalho dentro do sistema prisional, alega que o fornecimento de equipamentos de proteção e segurança é de obrigação da Cedae.

É possível ver no vídeo que os funcionários da Cedae utilizam os equipamentos de segurança, enquanto os detentos estão apenas com um uniforme azul.

De acordo com a Santa Cabrini, o trabalhador não estava se sentindo bem antes do trabalho, mas eles afirmaram não possuir o diagnóstico do trabalhador.

A Cedae afirmou que todos os trabalhadores envolvidos na aplicação do carvão ativado estão utilizando o equipamento de proteção individual.

A empresa confirmou que o trabalhador não estava se sentindo bem antes do expediente e "não relatou o fato", mas que ele recebeu "todo o suporte da companhia".

Cotidiano