PUBLICIDADE
Topo

Coronavírus

Esse conteúdo é antigo

São Paulo bloqueia ruas a partir de hoje para maior isolamento; veja lista

Avenida Radial Leste, em São Paulo - Estadão Conteúdo
Avenida Radial Leste, em São Paulo Imagem: Estadão Conteúdo

Do UOL, em São Paulo

04/05/2020 04h00Atualizada em 04/05/2020 10h13

A Prefeitura de São Paulo começa a interditar algumas das principais vias da cidade a partir de hoje, como forma de restringir a circulação de veículos e ampliar a taxa de isolamento na capital em meio à quarentena de combate ao novo coronavírus.

Nesta segunda, o bloqueio envolverá quatro vias, no horário de pico (das 7h às 9h), no sentido centro, mas uma das faixas permanecerá livre para a circulação, de acordo com a CET (Companhia de Engenharia de Tráfego):

  • Zona sul: Avenida Moreira Guimarães x Avenida Miruna
  • Zona norte: Avenida Santos Dumont x Avenida do Estado
  • Zona leste: Avenida Radial Leste x Rua Pinhalzinho,
  • Zona oeste: Avenida Francisco Morato x Rua Sapetuba

O secretário de Mobilidade e Transportes, Edson Caram, disse que o primeiro dia de bloqueios será educativo para a adaptação dos paulistanos, ou seja, apenas uma faixa das vias ficará aberta e os motoristas serão orientados a não seguir viagem. Amanhã, os fiscais da prefeitura devem começar a barrar efetivamente os carros.

Hoje, também serão realizadas blitzes educativas em outros dois endereços, entre 7h e 9h, no sentido centro. O primeiro fica no Butantã, e o segundo na Brasilândia.

  • Av. Dr. Vital Brasil x R. Camargo;
  • Av. João Paulo I, altura do n° 2.868.

O isolamento social no estado voltou a cair no último sábado (2), a 53%, depois de atingir 56% na véspera, de acordo com o governo de São Paulo.

"O ideal para combater a propagação do coronavírus, de acordo com as autoridades de saúde, é de 60% a 70%", afirma a CET. "Caso a adesão da população ao isolamento não aumente a partir de segunda-feira, os bloqueios em vias da cidade poderão ser planejados e realizados durante todo o dia, como tentativa de aumentar a restrição e desestimular as pessoas a saírem de casa."

Uso de máscaras no transporte público

A partir desta segunda-feira também passa a ser obrigatório o uso de máscaras por passageiros do transporte público em São Paulo.

Anunciada pelo governador João Doria (PSDB) na última quarta-feira (29), a medida valerá no metrô, CPTM, ônibus intermunicipais da EMTU das regiões metropolitanas e dos ônibus rodoviários fiscalizados pela Artesp.

"Tenho certeza que essa medida será seguida também por decretos municipais dos demais prefeitos do estado de São Paulo para tornar obrigatório o uso de máscaras no transporte coletivo. A obrigatoriedade é válida também para táxis e aplicativos, e a especificação será feita pelas prefeituras municipais", disse Doria.

"O uso da máscara não flexibiliza a necessidade de ficar em casa. Isso é uma medida adicional", afirmou o médico e coordenador do Centro de Contingência do covid-19, David Uip.

A fiscalização será feita pelas empresas e prestadores de serviços, que não devem permitir a entrada e a permanência de pessoas sem máscaras no interior das estações, dos vagões e dos ônibus. "As empresas serão fiscalizadas pelos órgãos estaduais e municipais e advertidas se identificarmos o não cumprimento desta determinação. Depois da advertência, serão multadas", afirmou o governador.

Uso de máscara será obrigatório em São Paulo

Band News
Errata: o texto foi atualizado
Diferentemente do informado no texto, o uso de máscara no transporte público em São Paulo passa a ser obrigatório nesta segunda-feira, dia 4 de maio, e não nesta quarta-feira. O texto foi corrigido.

Coronavírus