PUBLICIDADE
Topo

Prefeitura do Rio de Janeiro inaugura hotel para população de rua

Hotel Cruz de Ouro recebeu 100 homens no primeiro dia; segundo secretário, medida tem especial importância em tempos de pandemia - Prefeitura do Rio de Janeiro/Divulgação
Hotel Cruz de Ouro recebeu 100 homens no primeiro dia; segundo secretário, medida tem especial importância em tempos de pandemia Imagem: Prefeitura do Rio de Janeiro/Divulgação

Do UOL, em São Paulo

21/05/2020 16h28

A Prefeitura do Rio de Janeiro inaugurou ontem um hotel popular para a população em situação de rua. Localizado no centro da cidade, o Hotel Cruz de Ouro, em modelo de albergue, acolheu no primeiro dia 100 homens com idades entre 18 e 59 anos.

O grupo é formado por homens que já passaram antes por outras instalações da Secretaria Municipal de Assistência Social e Direitos Humanos. Com as transferências, 80 novas vagas foram abertas em outras unidades da Prefeitura — exceção feita ao Hotel Solidário da Central, que passará por reformas antes que volte a ser ocupado.

Segundo Tia Ju, titular da secretaria, a iniciativa tem função importante em tempos de novo coronavírus. De acordo com dados do governo do Rio de Janeiro, a capital do estado já confirmou 18.743 casos desde o início da pandemia.

"Nós visitamos as instalações, conversamos com os usuários, acompanhamos o almoço e recebemos diversos elogios sobre o local e a forma como estão sendo tratados. Isto é gratificante demais. Esta população também merece todo o nosso carinho e o nosso cuidado, principalmente, neste período de pandemia. Nós estamos ofertando 80 novas vagas para a população em situação de rua, trabalhando para dar suporte a todos que necessitam", afirmou a secretária.

De acordo com Nilceia Carneiro da Silva, subsecretária de Proteção Especial, os acolhidos estão em processo de reinserção social. O próximo passo é a questão de emprego formal ou informal.

"O objetivo é que eles conquistem um emprego, conquistem o seu próprio espaço ou até mesmo retornar para as suas famílias, com muita dignidade, que é como esse trabalho vem sendo pensado ao longo do ano", acrescentou Nilceia.

Coronavírus