PUBLICIDADE
Topo

Coronavírus

São Paulo libera reabertura de bares, restaurantes e salões para segunda

Felipe Pereira e Patrick Mesquita

Do UOL, em São Paulo

03/07/2020 13h46

Os restaurantes, bares, salões de beleza e barbearias poderão reabrir na cidade de São Paulo a partir da próxima segunda-feira. A prefeitura vai assinar amanhã, às 11 horas, os protocolos que permitem a retomada dos setores.

A capital do Estado avançou para a fase amarela do plano de retomada gradual das atividades econômicas na última semana, mas o prefeito Bruno Covas (PSDB) recebeu uma nota técnica do comitê de saúde pedindo para esperar uma semana para verificar se a pandemia permaneceria sob controle na região. A consolidação dos dados mostra 55% de ocupação de leitos de UTI da rede municipal.

Os bares, restaurantes e similares podem funcionar por 6 horas diárias, com no máximo 40% da capacidade, uso obrigatório de máscaras e devem fechar às 17 horas (de Brasília). Uma atualização anunciada pelo governo permite que os estabelecimentos que tenham ambientes arejados possam oferecer a opção de consumo no local.

Já os salões podem reabrir com ocupação máxima de 40% da capacidade e funcionamento de 6 horas diárias.

"Confirmando a informação em relação ao estado, um esclarecimento: bares e restaurantes, se o cinema tem um bar, um restaurante anexado, funciona a regra de bares e restaurantes. O que não pode é consumir o alimento dentro das salas de cinema, de teatro. Qual é o objetivo dessa primeira abertura? As pessoas que estão voltando ao trabalho precisam comer. É todo um processo. O setor de bares e restaurantes precisa funcionar minimamente, mas com critérios de segurança. Ainda temos uma pandemia para controlar", afirmou a secretária de Desenvolvimento Econômico, Patrícia Ellen.

SP antecipa academias para fase amarela

O governo de São Paulo decidiu hoje antecipar a reabertura de academias, atividades culturais, eventos e convenções para a fase amarela do plano de retomada gradual da economia.

Ainda não existe data definida para o funcionamento. Antes, os setores precisam firmar protocolos de segurança e higiene com os municípios.

No caso das academias, a reabertura será liberada 6 horas por dia, com 30% da capacidade de lotação, agendamento prévio, treinos individuais, limpeza dos equipamentos três vezes ao dia e uso obrigatório de máscara. O retorno às atividades no modelo tradicional segue previsto apenas para a fase verde do plano.

Já atividades culturais, convenções e eventos estarão liberados desde que a região esteja há quatro semanas na fase amarela. No caso da capital, por exemplo, a data prevista para retomada, caso a situação permaneça igual, é 27 de julho.

Coronavírus