PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Conteúdo publicado há
5 meses

Jovem é encontrada morta no RJ, e família acusa namorada da mãe

Jovem é encontrada morta no RJ e família acusa namorada da mãe; Polícia Civil investiga o caso - Divulgação/Polícia Civil do Rio de Janeiro
Jovem é encontrada morta no RJ e família acusa namorada da mãe; Polícia Civil investiga o caso Imagem: Divulgação/Polícia Civil do Rio de Janeiro

Marcela Lemos

Colaboração para o UOL, no Rio

14/09/2020 19h22

A Polícia Civil do Rio investiga a morte de uma adolescente de 17 anos encontrada na última quinta-feira (10) com ferimentos na cabeça e marcas de estrangulamento no terreno da casa onde morava em Inhoaíba, em Campo Grande, na zona oeste da cidade.

Parentes da estudante acusam a namorada da mãe da vítima de ter cometido o homicídio. Segundo eles, o crime ocorreu por vingança. O casal estava em processo de separação após cinco anos de relacionamento. Uma prima da vítima disse que a família foi procurar a jovem depois que ela não apareceu para trabalhar em uma padaria da família.

"Ela não apareceu na padaria, não atendia o telefone e por isso ficamos preocupados e fomos até a casa dela e a polícia já estava lá. A polícia já colheu depoimentos, mas até agora não pediu a prisão da mulher", contou a parente ao UOL. A namorada da mãe da vítima, suspeita de ter cometido o crime, está desaparecida.

"Essa mulher [namorada da mãe] confessou para a irmã dela que matou [a adolescente] e pediu que ela avisasse a gente, por isso ela foi até lá", relevou um parente da vítima.

A jovem foi encontrada amarrada dentro de um saco preto, com marcas de estrangulamento, além de um ferimento na cabeça.

A adolescente era estudante, cursava o Ensino Médio e trabalhava em uma padaria que pertencia aos primos. A mãe da adolescente mudou de endereço por questões de segurança.

A jovem foi enterrada no sábado (12) no Cemitério Jardim da Saudade em Paciência, na zona oeste do Rio.

Procurada, a Polícia Civil do Rio disse que o caso é investigado pela Delegacia de Homicídios da capital.

"As investigações estão em andamento. Diligências estão sendo realizadas para esclarecer o caso", informou a polícia através de nota.

Cotidiano