PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Esse conteúdo é antigo

Maior chuva do ano causa explosões em postes de Macapá; assista

Gabryella Garcia

Colaboração para o UOL, em Blumenau (SC)

23/11/2020 11h29

Além do apagão que atinge Macapá e outros 12 municípios do Amapá, há 21 dias, ontem os moradores da capital do estado tiveram que enfrentar um outro problema. Devido a uma forte chuva - a mais intensa do ano - houve explosão e curto-circuito na rede elétrica do bairro Brasil Novo, Zona Norte de Macapá. Muito assustados, moradores gravaram vídeos registrando o momento por volta das 21h.

De acordo com o Núcleo de Hidrometeorologia e Energias Renováveis (NHMet) foi a maior chuva registrada no ano. Em um intervalo de pouco menos de uma hora houve o acúmulo de 74 milímetros de chuva. A previsão do NHMet era de 45 milímetros.

A Companhia de Eletricidade do Amapá (CEA) informou que o problema na rede elétrica foi causado pelo atrito entre dois cabos de alta tensão, devido à ventania. O incidente acabou deixando algumas residências localizadas na rua Laranjeiras completamente sem energia. A empresa disse, também, que as equipes operacionais normalizaram a situação por volta das 2h25 de hoje.

Laura Machado, jornalista de 22 anos e moradora do bairro Buritizal, na Zona Sul, afirmou que a forte chuva alagou diversas residências. "Começou ontem de tarde e diversas pessoas ficaram indignadas. Casas foram totalmente inundadas, invadidas pela água da chuva e também do esgoto. Não é a primeira vez que inunda e pessoas perderam muitas coisas".

laura - Laura Machado/Arquivo Pessoal - Laura Machado/Arquivo Pessoal
Alagamentos atingem Macapá
Imagem: Laura Machado/Arquivo Pessoal

A jornalista comentou que os alagamentos atingiram tanto a Zona Sul, quanto a Zona Norte da cidade, e também disse que o fornecimento em forma de rodízio não funciona da forma prevista pelo governo. Ela relata que em diversas localidades de Macapá o tempo de fornecimento de energia é inferior ao previsto.

De acordo com o Ministério de Minas e Energia, a situação caótica da falta de energia no estado deve ser normalizada até quinta-feira (26). No sábado (21), o presidente Jair Bolsonaro esteve no local e foram acionados geradores termelétricos nas subestações de Santana e Santa Rita. O órgão também afirmou que com os geradores termelétricos, o fornecimento de energia chegou a 87% em todo o Amapá.

A expectativa do Ministério é que na quinta-feira (26) seja concluída a montagem de um transformador, levado de Laranjal do Jari para Macapá, e a situação seja normalizada, com uma disponibilização de energia superior ao do dia 3 de novembro, data em que se iniciou o problema.

Além disso, durante a visita, Bolsonaro também anunciou que nos próximos dias será publicada uma Medida Provisória isentando todos os consumidores do Amapá do pagamento de energia elétrica nos últimos 30 dias.

Cotidiano