PUBLICIDADE
Topo

Segurança pública

Conteúdo publicado há
2 meses

Tribunal absolve 7 PMs acusados de encobrir morte de jovem após abordagem

David Nascimento dos Santos morreu após abordagem policial em abril, em São Paulo - Arquivo/Ponte Jornalismo
David Nascimento dos Santos morreu após abordagem policial em abril, em São Paulo Imagem: Arquivo/Ponte Jornalismo

Afonso Ferreira

Do UOL, em São Paulo

12/12/2020 11h35

O TJM (Tribunal de Justiça Militar) absolveu na noite de ontem sete acusados de fraude processual e formação de grupo para prática de violência no caso que terminou com a morte do vendedor ambulante David Nascimento dos Santos, 23, na zona oeste de São Paulo.

Santos foi encontrado morto com marcas de tortura no corpo em 24 de abril, após sair de casa para esperar a entrega de um lanche. Enquanto aguardava, um carro da Polícia Militar fez uma abordagem e colocou o jovem no banco de trás da viatura. Segundo a acusação, os envolvidos teriam alterado as vestes da vítima para adulterar o crime.

No julgamento, o juiz Ronaldo João Roth, da 1ª Auditoria Militar, presidiu a sessão e votou pela condenação de 11 anos e 4 meses de reclusão para dois sargentos e 8 anos de reclusão para outros cinco acusados (dois cabos e três soldados).

O voto do juiz, no entanto, não foi seguido pelos quatro oficiais do Conselho, que decidiram absolver os sete policiais. Ainda cabe recurso ao Ministério Público Militar na segunda instância do TJM.

Policiais também são investigados por homicídio

O crime de homicídio ainda é investigado pela Polícia Civil e os policiais, se acusados, serão julgados na Justiça comum pela morte do jovem.

Em maio, o TJM decretou a prisão preventiva de oito suspeitos de participação no crime. Um dos suspeitos não participou do julgamento de ontem porque foi inocentado, de acordo com o tribunal.

Segurança pública