PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Conteúdo publicado há
1 mês

RJ: Operação que apura morte na Kelson's termina com dois suspeitos mortos

Bianca Lourenço desapareceu em dia 3 de janeiro e teve seu corpo encontrado no dia 12 - Envio fotos da Bianca - redes sociais
Bianca Lourenço desapareceu em dia 3 de janeiro e teve seu corpo encontrado no dia 12 Imagem: Envio fotos da Bianca - redes sociais

Marcela Lemos

Colaboramos para o UOL, no Rio de Janeiro

26/01/2021 15h54

A operação da Polícia Civil do Rio de Janeiro realizada hoje cedo na favela Kelson's, no bairro da Penha, para prender os traficantes envolvidos na morte de Bianca Lourenço, 24 anos, terminou com dois suspeitos mortos durante um forte confronto na região.

Os supostos assassinos de Bianca não foram encontrados. Outras quatro pessoas foram presas na ação. No entanto, a polícia não informou se eles tinham algum envolvimento com o crime apurado.

Segundo a Polícia Civil, a primeira fase das investigações terminou com três pessoas indiciadas: Dalton, ex-namorado de Bianca que não aceitava o fim do relacionamento; o braço direito dele, identificado como Enzo da Mamãe; e Doca, que é o chefe do tráfico no Complexo da Penha. Nenhum deles foi localizado.

A polícia já tinha informações que Dalton não estaria na comunidade hoje. Outro objetivo da polícia era localizar o carro usado no crime. O veículo também não foi encontrado.

A polícia apura ainda a participação de outras pessoas na morte de Bianca.

Criminosos usaram escola como abrigo

O confronto entre polícia e traficantes na favela fez com que criminosos utilizassem uma escola como abrigo. Dois suspeitos foram baleados. Um chegou a ser socorrido e outro morreu na escola municipal Cantor e Compositor Gonzaguinha.

Segundo a polícia, a escola estava fechada. Nem funcionários nem alunos estavam no local. A Polícia Civil já havia constatado em outras operações que criminosos estavam se abrigando em unidades da rede pública fechadas.

Relembre o caso

Bianca foi vista pela última vez no dia 3 de janeiro, quando participava de um churrasco na comunidade. Segundo testemunhas, ela foi retirada à força do evento e nunca mais foi vista. A polícia começou as investigações após o caso ser relatado na internet e antes mesmo de a família registrar o sumiço da jovem.

O corpo de Bianca foi encontrado no dia 12, esquartejado dentro de um tonel, boiando na Praia da Ilha do Fundão, na zona norte do Rio.

Cotidiano