PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Esse conteúdo é antigo

Após liberação do STF, culto da Igreja Mundial reúne fiéis; veja vídeo

Fiéis no culto da Igreja Mundial do Poder de Deus neste domingo (4) - Reprodução/YouTube
Fiéis no culto da Igreja Mundial do Poder de Deus neste domingo (4) Imagem: Reprodução/YouTube

Do UOL, em São Paulo

04/04/2021 13h49Atualizada em 04/04/2021 19h30

Imagens transmitidas pela Igreja Mundial do Poder de Deus, do Apóstolo Valdemiro Santiago, mostram um grande número de fiéis acompanhando, presencialmente, o culto de Páscoa neste domingo (4), em São Paulo. Em alguns momentos, os participantes do culto parecem não estar respeitando o distanciamento social. A transmissão chama os espectadores para um outro culto, às 14h, também realizado presencialmente.

"Foi determinado por um ministro que as igrejas voltassem a ministrar culto. Mas o mérito não é do ministro, é de Deus", disse Santiago início da cerimônia. "Todo mundo que deseja enfrentar Deus, é louco. Porque isso foi ordem de Deus", acrescentou o pastor.

O UOL tentou contato com a Igreja Mundial do Poder de Deus por telefone e por e-mail, para que a entidade comentasse o caso, mas ainda não obteve retorno.

Cultos e missas foram liberados por decisão de Nunes Marques

Os cultos e as missas presenciais foram liberados pelo ministro Kassio Nunes Marques, do STF (Supremo Tribunal Federal), em decisão liminar proferida neste sábado (3). Pela determinação, as celebrações podem ocorrer desde que sejam tomadas medidas sanitárias, como o distanciamento social entre os fiéis e o uso de máscaras.

Na manhã deste domingo (4), o presidente da Frente Nacional de Prefeitos, Jonas Donizette, pediu que o presidente do STF, Luiz Fux, se manifeste sobre a liminar. Segundo ele, os prefeitos precisam de uma orientação sobre qual determinação seguir, já que o próprio STF reafirmou que governadores e prefeitos têm autonomia para tomar medidas restritivas na pandemia.

Aparecida (SP) libera missas de Páscoa ao público

Com a liminar, o Santuário Nacional de Aparecida (SP) também decidiu abrir ao público neste domingo (4) de Páscoa. Pela decisão do arcebispo de Aparecida, Dom Orlando Brandes, as três missas do domingo de Páscoa poderão ter a presença de fiéis.

A basílica de Aparecida tem capacidade para 35 mil pessoas, mas poderá receber, no máximo, mil fiéis em cada uma das celebrações.

País vive pior momento da pandemia

A decisão de Nunes Marques vem no momento em que o país vive o pior momento da pandemia até agora. O mês de março teve recorde de mortes: foram registradas 66.868 mortes por covid-19, mais do que o dobro de junho de 2020, antigo pico da pandemia, com 32.912 óbitos.

* Com informações do Estadão Conteúdo

Cotidiano