PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Menina celebra aniversário doando bolo para pessoas em situação de rua

Manuella entregando pote de bolo, durante sua festa de dez anos - Reprodução/TV RPC
Manuella entregando pote de bolo, durante sua festa de dez anos Imagem: Reprodução/TV RPC

Colaboração para o UOL, em São Paulo

23/04/2021 13h28Atualizada em 23/04/2021 13h30

Antes de completar 10 anos, Manuella Córdova ouviu que pessoas em situação de rua não ganham bolo no aniversário deles. Sensibilizada com a situação, a menina de Curitiba (PR) realizou uma ação solidária e distribuiu 500 fatias de bolo na data que ficou marcada como "a melhor festa de aniversário" da vida dela.

O ato de solidariedade começou com o sentimento de empatia, quando Manuella perguntou para a mãe, Camila Córdova, se a população em situação de rua também ganhava bolo no aniversário. "Eu acredito que não Manu", teria respondido a mãe.

A menina então prontamente sugeriu que ela e a mãe pudessem mudar isso juntas, pelo menos por um dia.

Camila aceitou a ideia da festa solidária e as duas criaram uma página de doações online para arrecadar dinheiro e comprar os ingredientes necessários para o maior bolo possível.

"A Manuella é uma criança fora do comum, à frente do seu tempo, que tenta fazer o seu melhor para um mundo melhor. Vamos provar para ela que ainda existem pessoas boas e que vale a pena lutar por um mundo melhor", dizia um informe publicado pela mãe nas redes sociais, para a arrecadação de fundos.

A meta de doações logo foi atingida. Entretanto, por conta da pandemia de covid-19, aglomerações podem ser multadas pela prefeitura.

Sabendo da grande dimensão que sua festa de aniversário teria, Manuella disse, em um vídeo publicado pela mãe no Instagram, que o prefeito Grecca "não deveria multá-la". E fez um apelo, dizendo que precisaria organizar mais uma vaquinha para pagar a penalização.

Conforme informado pela RPC TV, afiliada da rede Globo, apóso aviso feito, mãe e filha contaram com o apoio de outras instituições solidárias e foram montar a festa no Mercado Municipal de Curitiba, onde pessoas sem teto costumam se reunir em busca de comida.

Balões coloridos, refrigerantes e 500 potinhos com bolo foram colocados na parte da frente do mercado, enquanto os beneficiados pela atitude da garota se organizaram em uma fila para receber os "presentes".

Manuella disse ter ficado "muito emocionada" de ver as pessoas lhe agradecendo pela comida, "feita com carinho". No entanto, o ápice do que a menina diz ter sido "a melhor festa de aniversário da vida dela" foi o canto de parabéns, ecoado pelas pessoas ali presentes.

"É muito orgulho, faz ter vergonha da criança que eu fui", brincou Camila, feliz por ver sua filha demonstrar "empatia" e, no próprio aniversário, alegrar a vida de outras pessoas.

Cotidiano