PUBLICIDADE
Topo

Segurança pública

Conteúdo publicado há
1 mês

PM afasta policiais suspeitos de amarrar e usar gás de pimenta em ambulante

Imagens de câmeras de monitoramento mostram policiais cercando ambulante, que está na traseira de uma viatura - Polícia Militar de São Paulo
Imagens de câmeras de monitoramento mostram policiais cercando ambulante, que está na traseira de uma viatura Imagem: Polícia Militar de São Paulo

Do UOL, em São Paulo

13/05/2021 12h48Atualizada em 13/05/2021 12h49

A Polícia Militar de São Paulo afastou os policiais suspeitos de participarem da agressão a um vendedor ambulante em um batalhão da corporação na zona sul da capital, na noite de 1º de maio.

Em nota, a PM afirmou que abriu uma investigação interna para apurar a conduta dos policiais envolvidos após tomar conhecimento do caso a partir de uma denúncia anônima. Enquanto isso, eles foram afastados do serviço operacional.

Imagens de uma câmera de monitoramento da 3ª Companhia do 50º Batalhão de Polícia Militar Metropolitano, na região do Grajaú, mostram cerca de dez de policiais em volta do ambulante. Alguns chegam a rir da situação.

Pelas imagens, o ambulante chega algemado ao local e é obrigado a se ajoelhar no chão. Em seguida, é levado para uma viatura e colocado na parte traseira. É possível ver um policial se aproximar com uma corda e depois fazer um movimento como se estivesse amarrando o ambulante.

Após a porta de trás da viatura ser fechada, uma policial pega um spray de gás de pimenta de um companheiro, abre a porta onde está o ambulante, coloca a mão com o spray dentro do veículo, e a fecha novamente.

Pouco depois outro policial abre a porta e o ambulante aparece deitado e imóvel, aparentando estar desmaiado. Um agente ainda aponta uma lanterna no rosto do rapaz, que não se move.

A porta traseira é abaixada novamente, e a viatura com o ambulante deixa o batalhão.

Ambulante foi detido após desacatar policiais, diz PM

De acordo com a PM, o ambulante foi levado ao batalhão após se envolver em um acidente de trânsito sem vítima na avenida Amos Comenius, na zona sul. Ele estaria dirigindo sem habilitação e desacatado os policiais que atenderam a ocorrência.

Diante da agressividade do ambulante e da ameaça da população em agredi-lo, a PM disse que foi necessário colocar o rapaz na viatura. Dentro do veículo, ele teria se irritado e quebrado um dos vidros.

"No interior da viatura, ele se alterou novamente e quebrou o vidro traseiro do veículo, causando lesões em seu braço esquerdo, sendo novamente contido e, naquele momento, algemado. Durante a contenção ele desacatou os policiais com palavrões e ameaçou atirar na viatura quando saísse da delegacia", diz a nota da PM.

Por causa do vidro quebrado, os policiais foram até o batalhão para trocar de viatura. Naquele momento acontecia a troca de turnos e foram registradas as imagens, "as quais mostram o uso de spray de pimenta contra o detido e o uso de uma corda para imobilizar suas pernas, para evitar que ele quebrasse o vidro e se ferisse novamente", informa a nota.

Ao deixar o batalhão em nova viatura, os policiais apresentaram a ocorrência no 101º DP. Durante o registro do flagrante por dano, desacato e crime de trânsito, o ambulante voltou a ameaçar os policiais, dizendo que é de facção criminosa, disse a PM..

Segurança pública