PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Conteúdo publicado há
1 mês

Polícia investiga suposta troca de tiros entre Lázaro e caseiro

Pedro Paulo Couto

Colaboração para o UOL, em Goiânia (GO)

23/06/2021 11h35Atualizada em 23/06/2021 20h38

Policiais da força-tarefa criada para capturar Lázaro Barbosa, de 32 anos, investigam uma suposta troca de tiros que ocorreu na noite de ontem, em uma propriedade rural, na região de Cocalzinho. A polícia trabalha com a hipótese que Lázaro esteja envolvido.

Segundo a polícia, o caseiro percebeu uma tentativa de invasão no local, por volta das 22h, e atirou no suspeito, que revidou. Ninguém se feriu.

Equipes fizeram buscas na mata até o início da madrugada, mas nada foi localizado.

Hoje, no 15º dia de buscas, a movimentação começou tranquila em Girassol, distrito de Cocalzinho, onde foi montado o QG da operação.

Ontem, policiais encontraram um lençol nas proximidades de Águas Lindas de Goiás, cidade vizinha, e um carro carbonizado em Girassol. A perícia foi realizada para saber se Lázaro Barbosa possa ter usado esse carro ou dormido na região onde o lençol foi localizado.

De acordo com a delegada, Paula Meotti, o resultado da perícia deve sair em breve, mas ainda não há uma data.

Ainda ontem, a juíza da Vara de Execuções Penais do Distrito Federal não acatou o pedido da Defensoria Pública da capital para que Lázaro Barbosa tivesse uma proteção especial depois de preso.

Em defesa da decisão, a magistrada afirmou que "os pedidos defensivos formulados para 'proteção especial à integridade física e mental e proteção contra qualquer forma de sensacionalismo e exposição vexatória' são deveras inoportunos, pois dependem da concretização de fatos futuros e incertos sobre os quais este Juízo não pode decidir."

Denúncias

A delegada Paula Meotti informou que o disque denúncia já recebeu mais de 3.500 ligações desde o início da semana, mas muitas delas com informações irrelevantes.

"Chegam muitas sugestões, opiniões, mas estamos em um trabalho para filtrar informações concretas, que nos ajudem a prender Lázaro Barbosa", destacou Paula Meotti.

Na segunda-feira (21), o Disque Denúncia criado exclusivamente para a operação de captura de Lázaro Barbosa recebeu cerca de 1.000 denúncias em apenas um dia.

O número (061) 9 9839-5284 funciona 24h por dia e recebe ligações e mensagens de aplicativo.

"As pessoas podem ajudar mandando também imagens ou alguma localização", finaliza a delegada.

Cotidiano