PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Conteúdo publicado há
1 mês

Foto de 'Mendigato' faz sucesso e irmãos o reconhecem pelas redes

Leandro Cardoso tem 29 anos, mas até post viralizar vendedora não sabia seu nome nem idade - Reprodução/ Akauana Nunes
Leandro Cardoso tem 29 anos, mas até post viralizar vendedora não sabia seu nome nem idade Imagem: Reprodução/ Akauana Nunes

Caio Santana

Do UOL, em São Paulo

23/07/2021 18h27Atualizada em 24/07/2021 08h50

A foto de um morador de rua de 29 anos fez tanto sucesso na internet que permitiu que o 'mendigato' - como foi chamado pela mulher que o auxiliou - pudesse se reencontrar com a família biológica, em Ponta Grossa, interior do Paraná. A imagem do jovem, que ganhou projeção também pela beleza, já soma mais de 3,7 mil compartilhamentos em apenas uma rede social nos últimos três dias.

A história da reunião familiar teve início por acaso, quando o rapaz pediu um doce à vendedora ambulante Akauana Nunes. Após alimentá-lo e conversarem um pouco, Kau Maravilha, como é conhecida, pediu para fotografá-lo e fazer um post em uma rede social. A ideia, conta, era localizar a família dele e permitir um possível tratamento.

"Eu já fui usuária de drogas, já fiquei na rua e tive ajuda de muitas pessoas. Eu vi que ele precisava de ajuda. [...] Ele chegou pedindo um doce, eu dei, ele comeu. Eu perguntei 'por que você está aqui?', mas ele não falava. Perguntei se podia tirar uma foto e ele abriu um sorrisão", detalhou a vendedora.

Foto 1 - Reprodução/ Akauana Nunes - Reprodução/ Akauana Nunes
Leandro Cardoso, o 'mendigato de Ponta Grossa', e Akuana Nunes, conhecida como Kau Maravilha
Imagem: Reprodução/ Akauana Nunes

Nos comentários da foto, ela descobriu o nome de quem apelidou de 'Mendigato': Leandro Cardoso. Também viu relatos de ex-colegas de trabalho do rapaz e até mesmo de uma irmã dele, Elisângela, que mora em Ponta Grossa, mas não sabia onde ele estava.

Um irmão, que mora em São Paulo, fez contato com ela e explicou a dinâmica familiar. "O Dione entrou em contato comigo, falando que [o irmão] sofre de esquizofrenia e que eles são em três. O Dione, a Elisângela e o Leandro, que foram criados em um orfanato e se distanciaram quando fizeram 18 anos", contou Kau, autorizada pela família.

Agora, Dione vai a Ponta Grossa, para encontrar Leandro e Elisângela, após mobilizar ajuda e conseguir um carro para realizar o resgate.

Sem imaginar a proporção de sua ação, Kau se diz emocionada e grata pela chance de ajudar. "Quero agradecer muito quem compartilhou. Tenho certeza que Deus abençoou para o irmão dele conseguir um carro, medicamento com psiquiatra. Eu já passei por isso, já morei na rua e sei que não é fácil sair dessa".

foto 2 - Reprodução/ Arquivo pessoal/ Akauana Nunes - Reprodução/ Arquivo pessoal/ Akauana Nunes
Fotos mostram antes e depois de Leandro Cardoso
Imagem: Reprodução/ Arquivo pessoal/ Akauana Nunes

Cotidiano