PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Conteúdo publicado há
1 mês

Mulher encontra 'ficante' misterioso após acionar até prefeitura em busca

Amanda já teve reencontro com rapaz que conheceu em bar de Ponta Grossa após mensagem para prefeitura viralizar  - Reprodução/Redes Sociais
Amanda já teve reencontro com rapaz que conheceu em bar de Ponta Grossa após mensagem para prefeitura viralizar Imagem: Reprodução/Redes Sociais

Pietra Carvalho

Do UOL, em São Paulo

28/10/2021 18h23Atualizada em 29/10/2021 12h58

Amanda Iohn, de 28 anos, mobilizou uma verdadeira investigação pelas redes sociais depois que enviou uma mensagem para a Prefeitura de Ponta Grossa (PR) em busca de um homem "misterioso" que beijou em um bar da cidade, no último final de semana. A gestão municipal respondeu, o caso foi compartilhado nas redes e fez tanto barulho que os dois, que sequer se identificaram um para o outro, conseguiram se encontrar.

A relações públicas conta que ela e o ficante não chegaram nem mesmo a trocar nomes, o que dificultou a busca pelo rapaz, que ficou conhecido na internet pelo apelido dado por ela na mensagem à prefeitura: "Bigodinho".

"Nos conhecemos em um barzinho chamado Baiacu. Não trocamos nomes, a única frase que trocamos foi 'eu quero você', ele olhou nos meus olhos e falou com tanta certeza, sabe? Aí beijei, mas fiquei com vergonha e meio que virei as costas e saí andando pra falar com a minha amiga. Foi coisa de 2 minutos pra ele sumir e ir embora. Nisso, eu comecei a procurar, minha amiga ajudando, perguntei pra todo mundo do bar e ninguém tinha visto. A busca foi do zero mesmo", detalhou Amanda em entrevista ao UOL.

A mulher tinha mais um empecilho no caminho: ela estava em Ponta Grossa a passeio, visitando os pais, e voltaria para São Paulo, onde mora, dentro de poucos dias. Foi então que a relações públicas decidiu enviar a mensagem para o Instagram da Prefeitura de Ponta Grossa.

Ela conta que jamais pensou que receberia uma resposta, mas que, ao ver a réplica bem-humorada, questionando "se ela havia voltado para São Paulo sem o Bigodinho", decidiu postar a conversa em seu perfil no Twitter, o que deu um verdadeiro empurrão nas buscas pelo paradeiro do rapaz.

"Quando vi que muita gente começou a compartilhar, aproveitei para pedir ajuda para encontrá-lo. Ele me contou que chegou a ver o tweet uma primeira vez, leu e deu risada, mas na hora nem se tocou que era ele, depois o tweet apareceu de novo, aí ele foi ler os comentários e percebeu que era ele. Foi quando ele entrou em contato comigo no Instagram", explica.

Com o sucesso da saga, Amanda e "Bigodinho", que na verdade se chama Luiz Guilherme, já se reencontraram. Os dois foram a um restaurante italiano e "depois ficaram ouvindo música na beira da estrada", segundo conta a jovem.

Após um primeiro encontro "incrível", ela diz apenas que ambos pretendem "deixar rolar", mantendo as conversas entre São Paulo e Ponta Grossa, onde o rapaz mora.

"Até agora, não acredito que tenha repercutido tanto, já estamos recebendo propostas de trabalho com marcas de produtos para barba, bigode (risos). Recebo várias mensagens o tempo todo de pessoas torcendo pela gente, dizendo que amaram a história", completa.

A gestão de Ponta Grossa também parece ter ficado satisfeita, já que voltou a responder as mensagens de Amanda, que contava sobre o final feliz. "Feliz que as FBI e You da internet conseguiram te ajudar", brincou o administrador do perfil no Instagram, fazendo referências à agência de investigação federal dos Estados Unidos e à série da Netflix, protagonizada por Penn Badgley, que acaba de ser renovada para uma quarta temporada.

Cotidiano