PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Paraty: Corpo é encontrado em área de busca de avião desaparecido

Do UOL, em São Paulo

25/11/2021 17h01Atualizada em 25/11/2021 17h24

Um corpo foi encontrado na área de buscas pelo avião que desapareceu na noite de ontem entre Ubatuba (SP) e Paraty (RJ). A Força Aérea Brasileira (FAB) informou que apesar de a vítima ainda não ter sido identificada, ela "provavelmente" está relacionada ao acidente.

Três pessoas estavam a bordo da aeronave de prefixo PP-WRS. O piloto, o copiloto José Porfírio de Brito Júnior e um passageiro. O trio decolou do Aeroporto dos Amarais, em Campinas, por volta de 20h30, com destino ao Aeroporto de Jacarepaguá, no Rio, mas desapareceu por volta das 21h.

O corpo foi resgatado por um helicóptero e transportado até a Base Aérea de Santa Cruz, também parte da Força Aérea, onde foi entregue aos órgãos competentes para os procedimentos de identificação.

"A FAB se solidariza com a família da vítima e informa que permanece engajada com o helicóptero do 3°/8° GAV e o Centro de Coordenação de Salvamento Aeronáutico de Curitiba nas operações de buscas aéreas no local do acidente", concluiu nota obtida pelo UOL.

Buscas

A ação de resgate ainda está ocorrendo e recebe apoio do Corpo de Bombeiros de São Paulo. Eles foram chamados para prestar apoio durante a madrugada. Segundo a corporação, a ocorrência seria para atender a "problemas técnicos" em uma aeronave. Os bombeiros informaram que parentes do piloto entraram em contato, avisando que o veículo enfrentava problemas. Há a suspeita de que o avião tenha realizado um pouso de emergência nas águas. No entanto, as equipes ainda estão em buscas para localizar os ocupantes e esclarecer o desaparecimento.

Nas redes sociais, a mãe e a namorada de José Porfírio Júnior, copiloto da aeronave, afirmam que deixaram de receber notícias dele por volta das 21h. Elas alegam que ele estava acompanhado do piloto e de mais um passageiro e que teriam caído a 15 quilômetros da costa.

As buscas iniciaram às 4h15 de hoje, com a utilização de óculos de visão noturna. Por volta das 6h35, a Força Aérea Brasileira localizou destroços no mar que, segundo o órgão, possuem probabilidade de serem da aeronave desaparecida. "A localização foi repassada aos órgãos de busca marítima e os voos continuam", finaliza nota.

O avião não tinha autorização para fazer táxi aéreo, segundo o RAB (Registro Aeronáutico Brasileiro). O veículo é do modelo PA-34-220T e consta como propriedade do copiloto, José Porfírio de Brito Júnior. Apesar da autorização para táxi aéreo negada, o registro da aeronave aponta que ela está liberada para fazer voos noturnos privados e está com documentação regular.

Cotidiano