PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Conteúdo publicado há
3 meses

Raridade! Maior águia das Américas, harpia é fotografada no sul da Bahia

Harpia é considerada rara e corre risco de extinção; fotógrafo disse que precisou de "discrição" para conseguir fazer registro da ave - Divulgação/João Marcos Rosa
Harpia é considerada rara e corre risco de extinção; fotógrafo disse que precisou de 'discrição' para conseguir fazer registro da ave Imagem: Divulgação/João Marcos Rosa

Do UOL, em São Paulo

28/04/2022 04h00Atualizada em 28/04/2022 09h35

Um filhote de harpia, ave considerada rara e conhecida por ser a "maior águia das Américas", foi fotografada em Belmonte (BA). O registro foi divulgado pelo Projeto Harpia, uma iniciativa para proteger a espécie e que existe desde 1994.

O fotógrafo João Marcos Rosa divulgou ontem a imagem, capturada no dia 14 de abril. Rosa trabalha em conjunto com os pesquisadores desde 2004 e contou que a harpia é uma ave difícil de ser avistada e que prefere lugares remotos e árvores altas. O filhote foi encontrado após um vídeo ser enviado ao projeto, em que o animal estava voando próximo de uma fazenda.

João relatou que precisou de discrição para conseguir chegar a um lugar em que a foto fosse possível. "A gente tem que tentar chegar e entrar na mata com o máximo de silêncio, usando roupas apropriadas para não chamar atenção do bicho", disse. "Entramos, ficamos em silêncio e buscamos nos posicionar. A partir daí, procuramos as 'janelas' ('buracos' no meio da floresta) para conseguir fotografar o animal", concluiu.

Por ser um filhote, a equipe ficou dias de olho no ninho. "Ficamos por cinco dias monitorando e os pais não foram levar tanta comida para ele. É possível presumir que ele já esteja caçando". Os adultos ficam próximos do filhote até os três anos de idade.

O fotógrafo explicou que, em um dos dias da observação, a harpia ficou chamando os pais por causa de comida. "Isso aconteceu em um dos dias, e um dos adultos apareceu trazendo uma presa", falou.

Recentemente, o projeto encontrou outro ninho na Floresta Nacional de Carajás, no Pará.

Harpias

Também conhecido como gavião-real, o animal é considerado uma ave mítica e é considerada a mais forte do mundo. A harpia corre risco de extinção devido ao desmatamento, a caça indiscriminada e a lenta reprodução da espécie, que coloca até dois ovos e apenas um sobrevive.

As harpias inspiraram figuras mitológicas por várias gerações. Na cultura grega, harpias são criaturas frequentemente representadas como aves de rapina com rosto de mulher e seios. Elas seriam as mensageiras dos deuses que desciam à Terra para castigar quem tivesse cometido crimes graves.

Na mitologia japonesa, as harpias forçariam as almas a entrar no barco do rio Estige.

Cotidiano