PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Conteúdo publicado há
1 mês

Polícia investiga caso de homem achado morto após madrugada de 6 ºC em Mauá

Homem foi encontrado morto na frente de uma UPA da cidade de Mauá - Google Street View/Reprodução
Homem foi encontrado morto na frente de uma UPA da cidade de Mauá Imagem: Google Street View/Reprodução

Do UOL, em São Paulo

19/05/2022 20h38Atualizada em 20/05/2022 08h26

A polícia apura as circunstâncias da morte de um homem de 39 anos encontrado morto ontem em Mauá, durante a onda de frio que atingiu São Paulo e quando o município registrou uma temperatura mínima de 6?°C. O corpo da vítima foi localizado na Avenida Barão de Mauá, na frente de uma UPA (Unidade de Pronto Atendimento).

Segundo a Prefeitura de Mauá, antes de morrer, o homem foi abordado pela equipe da UPA, por volta das 4h.

Ele apresentava sinais de embriaguez e teria recusado atendimento e a acolhida, mesmo diante das baixas temperaturas, que registraram uma máxima de apenas 13?°C. Quando recusou atendimento, segundo a prefeitura, ele alegou que morava nas proximidades da unidade de saúde e estaria voltando para casa.

De acordo com a Secretaria de Segurança Pública de São Paulo (SSP-SP), a morte do homem foi constatada por uma equipe do Samu. Nenhum sinal de violência foi encontrado no corpo da vítima e o caso é investigado como "morte suspeita" pelo 3º DP de Mauá. A identidade da vítima não foi revelada.

"A equipe da unidade aguarda os laudos periciais para o esclarecimento e elucidação do caso", diz nota da SSP.

Investigação apura se frio foi causa

Com temperaturas baixas, a morte em Mauá é investigada da mesma foram que o falecimento, na mesma manhã, de um idoso de 66 anos em situação de rua, identificado como Isaías de Faria. Ele morreu na fila do café da manhã no Núcleo de Convivência São Martinho, no bairro do Belém, na zona leste da capital paulista.

Segundo Robson Mendonça, presidente do Movimento Estadual da População em Situação de Rua de São Paulo, Isaías teria passado a noite na calçada próximo ao Núcleo de Convivência. Ao chegar para tomar o café da manhã, ele convulsionou e morreu no local.

O Consultório na Rua e o Samu foram acionados e, segundo o Núcleo de Convivência São Martinho, foram realizados "todos os protocolos para resolver o caso."

A Prefeitura de São Paulo informou que não havia registro de passagem de Isaías pela rede de acolhimento socioassistencial. A causa da morte não foi informada pela polícia. Um boletim de ocorrência foi registrado pela OSC Bom Parto no 8° Distrito Policial (Brás).

Cotidiano