PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Conteúdo publicado há
1 mês

Guardas civis espancam jovem por suposto uso de fogos de artifício; veja

Do UOL, em São Paulo

25/06/2022 16h02Atualizada em 25/06/2022 19h07

Um jovem foi espancado por guardas civis municipais na noite de quinta-feira (23) em Toritama (PE). Eles haviam sido chamados ao local para verificar um suposto uso indevido de fogos de artifício. As agressões foram registradas em vídeo.

Segundo o Padre Júlio Lancellotti, que divulgou as imagens hoje, a vítima tem 14 anos de idade, porém a prefeitura não confirmou essa informação.

A Prefeitura de Toritama disse, por meio de nota de esclarecimento publicada nas redes sociais, que os dois guardas registrados cometendo as agressões foram afastados de suas funções. A corregedoria investigará o caso.

"Informamos ainda que as famílias das pessoas envolvidas no infeliz e reprovável acontecimentos estão recebendo apoio e atenção da prefeitura", diz o texto, que traz ainda uma manifestação de respeito aos integrantes da Guarda Civil Municipal.

As agressões

Ao longo de pouco mais de um minuto de vídeo, é possível ver que o jovem, já rendido, deitado de bruços na rua e com as mãos para trás, é cercado por cinco agentes.

Um deles chuta o rapaz e em seguida se abaixa para falar com ele — não é possível ouvir o que foi dito nesse momento. Depois, outro guarda o puxa violentamente pela camiseta e o leva para a calçada, onde acontecem mais agressões.

A vítima é xingada: "Senta aí, cabra safado. Está pensando que eu sou otário, hein, idiota? Olha pra mim, desgraça".

A violência continua quando ele é levado para o porta-malas do carro, onde recebe diversos tapas, dados pelo mesmo agente. É possível ouvir mais xingamentos:

"Quem foi, então? Você vai dizer agora, filho da puta. Fala, fala, fala... Fala, seu filho da puta. Fala, desgraça!"

Nas imagens, não é possível ver se os outros três guardas civis também agrediram o rapaz, mas nenhum deles interrompeu as ações dos outros dois.

Cotidiano