Conteúdo publicado há 3 meses

Suspeito de assassinar policial que atuava contra mílicia é preso no Rio

A Polícia Militar prendeu na quarta-feira (29) um dos suspeitos de executar a policial Vaneza Lobão.

O que aconteceu

O miliciano Deividi William Goés Gonçalves, conhecido como Gordinho, foi preso na rua Girassol, em Cosmos. Ele é suspeito de envolvimento na morte da policial militar Vaneza Lobão, alvo de uma emboscada na sexta (24).

Segundo a PM, Gordinho é suspeito de integrar a milícia de Luis Antonio da Silva Braga, o Zinho, o maior grupo paramilitar do Rio. Policiais da 8ª DPJM (Delegacia de Polícia Judiciária Militar) também apreenderam com Gordinho uma pistola calibre 9 mm e quatro carregadores.

Na sexta (24), a policial Vaneza foi alvo de uma emboscada na porta de casa em Santa Cruz, na zona oeste do Rio. A área é dominada pela milícia de Zinho.

A milícia de Zinho é investigada pela unidade onde Vaneza Lobão trabalhava. Ela atuava em investigações de PMs envolvidos com milícias e com quadrilhas do jogo do bicho e era lotada no setor de inteligência da 8ª DPJM.

Segundo o governador Cláudio Castro (PL), a principal linha de investigação é que ela tenha sido alvo de um atentado organizado por milicianos. O ministro Flávio Dino (Justiça) diz que orientou que a Polícia Federal entre nas investigações do caso.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes