Conteúdo publicado há 2 meses

Justiça decreta prisão preventiva de homem que esfaqueou policial em DP

Daniel de Sousa Miranda, que atacou um policial com uma faca em uma delegacia em Brasília na sexta-feira (1), teve sua prisão em flagrante convertida em preventiva.

O que aconteceu

Miranda, de 36 anos, tentou esfaquear um policial militar pelas costas na 5ª DP, em Brasília, mas o colete balístico protegeu o oficial, que não se feriu.

Vídeos das câmeras de segurança mostram o homem sacando a faca da cintura e atacando o policial. Ele então é derrubado pelos oficiais, que desferem chutes em Daniel. Ele foi preso em flagrante.

Daniel Miranda tinha acabado de esfaquear um flanelinha antes de ir para a delegacia, segundo a Polícia Militar do Distrito Federal, e vai responder por tentativa de homicídio de duas pessoas.

Ontem, uma audiência de custódia determinou a conversão da prisão em flagrante para preventiva. Na decisão, o juiz escreve que houve "dolo inequívoco de investida contra a vida do policial" e defende que Daniel não pode ficar em liberdade neste momento:

Há menção a duas investidas físicas com uso de uma faca, nos quais, o autuado, de repentino e sem chance de defesa, desfere golpes de faca contra as vítimas. Há de ser considerada a tamanha audácia do autuado que desferiu uma facada de costas contra um policial fardado no hall da 5ª Delegacia de Polícia, o que indica, sem margem a dúvidas, que o autuado é pessoa extremamente perigosa que não pode, neste momento, estar em liberdade.
Decisão do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios sobre o caso de Daniel

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes