Afundamento do solo em região de mina em Maceió ultrapassa 2 metros

O deslocamento vertical acumulado da mina que corre risco de colapso em Maceió (AL) atingiu 2,02 metros, segundo boletim divulgado pela Defesa Civil da cidade na noite desta quinta-feira (7).

O que aconteceu

A velocidade vertical é de 0,21 centímetro por hora, apresentando um movimento de 5,2 centímetros nas últimas 24h.

"O órgão permanece em alerta devido ao risco de colapso da mina nº 18, que está na região do antigo campo do CSA, no Mutange", diz a Defesa Civil de Maceió.

A recomendação é que a população não transite na área desocupada até nova atualização do órgão.

Lagoa avança sobre mina

A Lagoa Mundaú começou a avançar por uma área seca sobre uma mina da Braskem com risco de colapso em Maceió.

Imagens aéreas da Defesa Civil de Alagoas mostram a água invadindo um espaço de terra e vegetação no bairro Mutange.

O peso da água pode potencializar o risco de abertura de cratera. A informação foi dada por um representante da Defesa Civil municipal à TV Gazeta.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes