Conteúdo publicado há 2 meses

Lagoa avança sobre área de mina da Braskem com afundamento de solo

A Lagoa Mundaú começou a avançar por uma área seca sobre uma mina da Braskem com risco de colapso em Maceió.

O que aconteceu

Imagens aéreas da Defesa Civil de Alagoas mostram a água invadindo um espaço de terra e vegetação no bairro Mutange.

O peso da água pode potencializar o risco de abertura de cratera. A informação foi dada por um representante da Defesa Civil municipal à TV Gazeta.

Não há um veredito sobre se o afundamento ocorrerá por semanas ou meses, disse o representante da Defesa Civil à GloboNews.

Maceió continua em estado de alerta por causa do risco de colapso da mina 18.

A gente percebe algumas rachaduras ali ao redor. A gente sabe que o solo, quando a água entra em contato com ele, fica mais pesado, então ele seria um potencializador de toda a problemática.
Hugo Carvalho, membro da Defesa Civil de Maceió, à TV Gazeta

Mina se deslocou quase 2 metros para baixo

A mina em risco de colapso em Maceió se moveu 6 centímetros nas últimas 24h. Segundo boletim das 9h da Defesa Civil, ela está descendo a uma velocidade de 0,25 centímetro por hora.

No acumulado, o deslocamento vertical é de 1,99 metro. O órgão continua dizendo que a população não deve transitar na área desocupada até uma nova atualização.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes