São Paulo terá ônibus gratuito aos domingos a partir do dia 17

O prefeito de São Paulo, Ricardo Nunes (MDB), anunciou que os ônibus municipais terão tarifa zero aos domingos, no Natal, no Ano-Novo e no aniversário da cidade de São Paulo, comemorado em 25 de janeiro.

O que aconteceu

A medida entra em vigor no próximo domingo (17), em toda a cidade. O anúncio foi feito nesta segunda (11) após reunião com integrantes da SPTrans, vereadores e secretários.

O prefeito calcula que a prefeitura vai deixar de arrecadar R$ 280 milhões. De acordo com ele, 4.800 coletivos estão disponíveis aos domingos.

Nunes afirma que a gratuidade vai ajudar a ampliar a atividade econômica aos domingos. "É mais gente vendendo água, pipoca, algodão-doce", disse.

A tarifa zero gera impasse com o governo estadual, que é responsável pelo transporte sobre trilhos. Tarcísio de Freitas (Republicanos) já defendeu o reajuste na tarifa — desde 2020 ela está em R$ 4,40.

Nunes argumentou, na coletiva, que conversou mais cedo com o governador e que eles estão "integrados". Disse ainda que não haverá necessidade de gratuidade no Metrô e na CPTM, porque as linhas municipais atendem toda a cidade.

Sem o reajuste no valor da passagem, a prefeitura vem pagando mais pelos subsídios. Em 2022, a gestão Nunes pagou R$ 5,1 bilhões às empresas de ônibus.

Como vai funcionar

A tarifa zero será aplicada da 0h às 23h59 das datas anunciadas pela prefeitura. A catraca será utilizada — diferentemente de como funciona nos dias de aplicação do Enem, quando os passageiros embarcam pela porta traseira.

Continua após a publicidade

Quem tiver o Bilhete Único poderá passar o cartão e girar a catraca, mas nenhum valor será debitado. Para os passageiros que não tiveram o bilhete, o motorista ou cobrador irá liberar a entrada.

Nunes afirmou que a catraca será utilizada para que a prefeitura consiga monitorar o fluxo de passageiros. Outras capitais, como Maceió, já têm tarifa zero ao domingo.

De olho em 2024

No Orçamento 2024, aprovado em primeira votação na Câmara, a previsão é de R$ 500 milhões para a tarifa zero no ano que vem. Em novembro, Nunes havia afirmado que estudava adotar a tarifa zero aos domingos ou no período noturno.

A possibilidade de incluir os ônibus da madrugada na proposta ainda não foi descartada. O prefeito disse hoje que as linhas noturnas transportam cerca de 22 mil pessoas por dia.

Ele tem tentado emplacar uma marca em sua gestão à frente da prefeitura. Nunes assumiu a administração municipal após a morte de Bruno Covas em 2021 e deve concorrer à reeleição em 2024.

Continua após a publicidade

O que o prefeito disse

A partir de agora, meus técnicos da SPTrans junto com os técnicos do governo do estado vão fazer as análises com relação a essa questão da tarifa. A gente não tem hoje uma definição se terá aumento ou não da tarifa.
Nunes sobre o reajuste do valor da passagem para 2024

Assim como qualquer outra política pública, pode chegar algum momento ou outro que podemos fazer ajustes.
Nunes sobre o período da tarifa zero aos domingos

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes

As mais lidas agora