Conteúdo publicado há 29 dias

Drones e câmeras térmicas são usados contra saques em área evacuada no RS

Câmeras térmicas e drones são usados por agentes de segurança para monitorar as casas evacuadas por risco de inundação em Rio Grande (RS).

O que aconteceu

Monitoramento tem como objetivo evitar saques e arrombamentos. A informação foi dada pela prefeitura. Equipes da Polícia Federal, Polícia Civil e Brigada Militar operam os drones.

Previsão é de que atividade continue até o fim das enchentes. Além do uso dos drones, equipes também fazem rondas em carros por trechos secos.

Município tem 773 pessoas alocadas em abrigos, segundo a administração municioal. O número de desalojados é ainda maior, já que há pessoas que se abrigam em casas de parentes após a cheia da Lagoa dos Patos. Cerca de 30 áreas são consideradas ponto de risco pela prefeitura.

Alta na Lagoa dos Patos deixa cidades em alerta. O município de Rio Grande é um dos que fica às margens da lagoa, que media mais que o dobro da cota de inundação na manhã deste sábado (18).

Pelo menos 60 pessoas já foram presas por saques e roubos após as inundações no estado. O balanço é de boletim divulgado em 12 de maio pela Brigada Militar.

Deixe seu comentário

Só para assinantes