Conteúdo publicado há 26 dias

Morre Djidja Cardoso, ex-sinhazinha do Boi Garantido, aos 32 anos

A empresária Djidja Cardoso, ex-sinhazinha do Boi Garantido, morreu nesta terça-feira (28) aos 32 anos, no Amazonas. A causa da morte não foi divulgada.

O que aconteceu

O falecimento foi confirmado pela associação folclórica e pelo salão de beleza que Djidja comandava ao lado da família no Amazonas. A rede de estabelecimento informou que suas unidades ficarão fechadas até a quarta-feira (29).

Família diz que "está consternada" com notícias falsas e polêmicas sobre a causa da morte da ex-sinhazinha do Festival Folclórico de Parintins. "Por conta disso, a família vem a público informar que toda e qualquer circunstância que envolve o seu falecimento será esclarecida perante às autoridades", declararam em nota divulgada nas redes sociais do estabelecimento.

Eles também agradeceram pelo apoio e orações de todos neste momento de luto. A nota é assinada, entre outros, pela mãe de Djidja, Cleusimar Cardoso.

Polícia Civil do Amazonas diz que tomou conhecimento do falecimento. Uma equipe policial foi até o endereço onde o corpo estava e começou uma investigação, disse a corporação à reportagem. Não foi informado onde e em quais condições o corpo foi encontrado.

Corporação esclarece que até o momento a causa da morte da ex-sinhazinha não foi determinada. Essa questão só "poderá ser confirmada após realização do exame necroscópico", explicou a Polícia Civil. "As investigações em torno do caso estão em andamento, e, por isso, mais informações não podem ser divulgadas."

Boi Garantido faz homenagem

Boi diz que Djidja partiu fisicamente, mas "permanecerá viva" na memória. A empresária se apresentou defendendo o item 7, Sinhazinha da Fazenda, em 2016, e ficou cinco anos representando o mesmo personagem pelo Boi Garantido.

As cores hoje já não brilham tanto, a sombrinha já não gira mais no ar, os sorrisos momentaneamente tornam-se em lágrimas, a galera vermelha e branca chora com sua repentina partida. Djidja, obrigado por defender por vários anos, o item 07 com tanto amor e dedicação. Nossa sinhazinha campeã, dona do nosso coração. Agora é hora de descansar, hora daquele adeus.

Continua após a publicidade

Que Nossa Senhora do Carmo te receba e console o coração de sua mãe, Cleusimar Cardoso da Silva e de seus familiares, amigos e torcedores encarnados do Boi do Povão. Brilhe muito nos jardins celestiais.
Boi Garantido, em homenagem à Djidja

A associação folclórica também compartilhou fotos de quando a empresária era sinhazinha.

Em 2020, Djidja chegou a escrever nas redes sociais que estar representando o Boi Garantido era como "realizar o sonho de menina" e de toda a família dela. "Gratidão a todos os torcedores do nosso boizinho, cada grito ali na arena me ajudou muito, vocês não têm noção da energia que nos transmitem, só peço que continuem transmitindo esse amor."

Já o Boi Caprichoso, rival do Garantido, emitiu nota de pesar pelo falecimento de Djidja. "Neste momento de luto, expressamos solidariedade à nação vermelha e branca, aos familiares e amigos, reconhecendo a importante contribuição de Djidja Cardoso no Festival de Parintins."

Deixe seu comentário

Só para assinantes