Menino foi morto pelo pai na véspera do aniversário de 5 anos em Alagoas

O menino Anthony Levi foi morto pelo pai em Maceió na véspera do seu aniversário de 5 anos.

O que aconteceu

Matheus Soares Omena dos Santos foi preso ontem (29) e confessou o crime. Segundo a Polícia Civil de Alagoas, ele teria matado o filho para se vingar da ex-esposa.

Anthony foi sepultado na terça-feira (28), no dia em que completaria 5 anos. "Hoje, dia 28 de maio, em vez de estar comemorando o aniversário do meu filho, estou velando ele", desabafou a mãe à TV Gazeta.

Um dia antes de ser preso, pai chorou ao falar da morte do filho em entrevista. "Ele acordou primeiro do que eu, me chamou e disse 'papai, está na hora de ir para a escola, estou com fome'. Desci com ele, dei banho nele, ajeitei tudo direitinho, fomos para a escola. No meio do caminho, passei na casa da mãe para buscar o fardamento dele, ela trocou ele ligeirinho, levei para a escola, ele entrou alegre, feliz", disse à TV Gazeta.

Pai tentou culpar escola

O pai teria arquitetado o crime para tentar responsabilizar a escola da criança. Ele teria colocado o veneno na comida que a avó fez para o neto comer antes dele ir para a aula.

O menino começou a passar mal pouco tempo depois de ser deixado na instituição. Ele foi levado para uma UPA (Unidade de Pronto Atendimento) por volta das 9h, mas não resistiu e morreu uma hora depois de dar entrada na unidade de saúde.

Um frasco tinha o veneno usado para o assassinato. O objeto foi encontrado por funcionárias da escola e recolhido pelos investigadores para ser periciado. Imagens das câmeras de segurança da instituição de ensino registraram o momento em que o suspeito se desfaz de um objeto no pátio do local, pouco tempo depois de deixar o filho na sala de aula.

À polícia Matheus disse que comprou o veneno por R$ 13 em uma feira no bairro de Jacintinho, em Maceió. O veneno usado foi o chumbinho, que é de uso restrito em lavouras.

Deixe seu comentário

Só para assinantes